'Quis dar coisas boas, mas não consegui', diz mãe antes de desaparecer

US - R$ 4,13

×

‘Quis dar coisas boas, mas não consegui’, diz mãe antes de desaparecer

Família faz buscas por mulher que desapareceu em Manaus, após deixar um bilhete para os filhos

Último contato da família com Tereza foi por volta das 22h de sexta-feira, 8. (Divulgação)

Uma mulher, identificada como Tereza Helena dos Santos Lobo, 40, está desaparecida desde a manhã deste sábado, 9, quando deixou um bilhete para os filhos de 10 e 12 anos de idade e saiu da casa onde morava com a família, na rua Terra Nova, no bairro São José 1, na zona Leste de Manaus.

De acordo com as informações repassadas pela família ao Amazonas1, por volta das 8h da manhã, quando as crianças acordaram eles encontraram o bilhete e, imediatamente, ligaram para uma das tias avisando a situação.

“Eu sendo mal, quis dar coisas boas para vocês, mas não consegui. (Vocês) vão morar com o pai ou com a tia de vocês. Amo vocês e muito. À família, me perdoe por todo mal que cometi. Tereza”, escreveu Tereza no bilhete.

Bilhete deixado por Tereza às crianças (Divulgação)

A tia das crianças, Thaiza Brito, informou ao Amazonas1, que por volta das 5h43 da manhã, Tereza havia enviado uma mensagem de celular para a irmã, Denita, pedindo para que ela e o pai das crianças, Ronilson Brito Marques, fosse buscá-los e cuidá-los.

“Ela simplesmente desapareceu de casa, pegou poucas peças de roupa, celular e não sabemos se ela levou dinheiro. A última vez que as crianças viram ela foi a noite. A verdade é que a gente está sem entender o porquê, a gente não brigou e nem nada do gênero. Não sabemos o que aconteceu com ela”, relata Thaiza.

Ainda de acordo com Thaiza, o filho mais velho de Tereza informou que a mãe disse estar sendo perseguida por hackers, porque a conta dela no banco havia sido invadida e isso poderia estar mexendo com o psicológico da mulher.

“Precisamos de notícias, a gente acha que ela não estava bem e que ela precisa de ajuda. As crianças estão conosco aqui, e vamos cuidar delas o tempo que for necessário”, finaliza.

Um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado no 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP), que informou à família que, no momento, eles não poderiam fazer nada.

Para quem souber de informações sobre o paradeiro da mulher, basta entrar em contato com a família pelos números (92) 98806-4482 ou (92) 98839-7271.

Faça um comentário