Retorno das igrejas será gradativo e coerente, avalia Joelson Silva

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

10 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Retorno das igrejas será gradativo e coerente, avalia Joelson Silva

O governo estadual anunciou a reabertura gradual do comércio a partir do dia 1º de junho

Retorno das igrejas será gradativo e coerente, avalia Joelson Silva
Foto/. divulgação/CMM

O anúncio de que os fieis poderão retornar de forma gradativa às celebrações presenciais nas igrejas, a partir do próximo dia 1º, foi uma medida sensata e coerente, na avaliação do presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Joelson Silva (Patriota).

Mais cedo, o chefe do legislativo se manifestou sobre o assunto ao solicitar a inclusão de ao menos 30% de pessoas nos templos e paróquias da cidade, desde o início e não na segunda quinzena de junho, como estava cogitado.

À tarde, já de posse do conteúdo que seria publicado no Diário Oficial do Estado, o presidente da CMM se mostrou feliz com a decisão tomada.

“É uma medida coerente e sensata. Mais uma vez, o diálogo e o bom senso prevaleceram”, avaliou Joelson Silva.

Até então, as igrejas estavam fora do protocolo de intenções que libera alguns setores das restrições impostas pelo novo coronavírus, a partir da data em questão.

A temática repercutiu entre os vereadores e abriu a sessão plenária remota desta quarta-feira (27), com o envolvimento das bases evangélica e católica.

“Espero que o governador possa rever essa questão e inclua as igrejas nesse processo de retorno às atividades, com um porcentual mínimo de trinta por cento e a manutenção dos cuidados necessários, como deve ser”, disse Joelson Silva, na ocasião.

Vídeo

O chefe do legislativo municipal teve acesso ao vídeo divulgado esta semana nas redes sociais pelo governador Wilson Lima, referente a um estudo feito para que as atividades nas igrejas fossem retomadas somente na segunda quinzena de junho, o que deixou um sentimento de indignação no ar.

Joelson Silva lembrou que as igrejas foram as primeiras a adotar as medidas de isolamento social contra a transmissão da covid-19 e, sempre que solicitadas, têm ajudado as autoridades a enfrentar o problema, principalmente, no momento de pico da pandemia.

“Sempre que são chamadas para ajudar, na sociedade, as igrejas se colocam prontamente à disposição com as autoridades eclesiásticas, de forma muito tranquila, simples, seguindo as regras ou ordenamento praticados no nosso estado e no nosso país. Tenho certeza que todas saberão fazer, porque são disciplinadas”, ressaltou.

Limite

No vídeo em que se pronuncia ao lado dos deputados Felipe Souza (Patriota) e João Luiz (Republicanos), que compõem a base evangélica da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), Wilson Lima reforça a ideia de respeito ao limite de lotação.

Pessoas acima de 60 anos estão proibidas de ir às igrejas, mas deixa claro que, qualquer medida a ser tomada nesse momento de pandemia, deve ser feita com base nos números apresentados.

Reabertura

O governo estadual anunciou a reabertura gradual do comércio a partir do dia 1º de junho.

A medida vale somente para a capital. No interior, segundo o governador, o retorno das atividades fica a critério de cada prefeitura.

Por sua vez, o prefeito de Manaus, Arthur Neto, pediu cautela quanto à reabertura do comércio na capital, durante o período de pandemia.

(*) Com informações da assessoria

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias