US - R$ 3,90

×

Seap suspende visita no Compaj após assassinato de agente penitenciário

O prazo estipulado é de 15 dias, sendo assim, os detentos irão passar o Natal sem a presença dos entes ‘conhecidos’


A Secretária de Administração Penitenciária (Seap), decidiu suspender as visitas de parentes no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). O prazo estipulado é de 15 dias, sendo assim, os detentos irão passar o Natal sem a presença dos entes ‘conhecidos’.

A decisão foi publicada em portaria na quarta-feira, 5, e considerou o clima de instabilidade no sistema penitenciário, ocasionado pela morte do agente de disciplina Alexandro Rodrigues Galvão, 37, ocorrida no último sábado, 1º de dezembro. 

Detentos são da capital e do interior, segundo a Seap

15 dias é prazo da suspensão de visitas no Compaj – (Foto: EBC)

Conforme a portaria 216-2018, publicada pelo titular da Seap, Coronel Cleitmam Coelho Rabelo, também fica proibida, por tempo indeterminado, a entrada de materiais e alimentos em todo o sistema penitenciário do Amazonas, na capital e interior.  

Sob comando

A proibição, conforme ressalta o texto da portaria, ocorre no momento considerado frágil e de descontrole, na qual são repassadas ordens escritas ou verbais dos líderes de organizações criminosas aos demais custodiados, tendo em vista a impossibilidade de fiscalização e controle. “Para manutenção da ordem, disciplina e segurança, tanto interna no que tange a vida e integridade física dos servidores, quanto externa, no que diz respeito aos familiares e à sociedade em geral”, aponta o trecho do documento.

Faça um comentário