MENU
logo-amazonasum

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Marcellus Campelo é preso pela PF ao chegar a Manaus

Marcellus Campelo estava fora de Manaus e retornou para a cidade na tarde desta quarta-feira (2). Ele foi conduzido à sede da PF
Edilânea Souza – Portal AM1
• Publicado em 02 de junho de 2021 – 19:56
Foto: Divulgação Secom_Marcellus Campelo Saúde

MANAUS, AM – O secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campelo foi preso na tarde desta quarta-feira (2), ao desembarcar de um avião, no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, na zona Oeste de Manaus. Marcellus é a sexta pessoa a ser presa pela Polícia Federal, nesta quarta, durante cumprimento de mandado de prisão temporária expedido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Ele e mais cinco empresários estão sendo investigado por suspeita de desvio de verbas federais, empregados na instalação do hospital de campanha, para enfrentamento da Covid-19 no estado, durante a segunda onda da doença, em janeiro.

Segundo a Folha de SP, o secretário chegou a encaminhar uma mensagem em um grupo de secretários de saúde de todo o Brasil dizendo que estava em viagem, mas que retornaria à Manaus.

Leia mais: PF cumpre seis mandados de prisão temporária em Manaus

“Senhores, estava em viagem quando recebi a notícia de uma operação da PF em Manaus. Estou retomando agora para lá. De modo a manter a integridade deste grupo, sairei e aguardarei lá os próximos passos. Deixo o alerta quanto a politização da pandemia, com intenção de mandar a conta aos governos estaduais e especialmente aos secretários. Há de se fazer algo. Boa sorte e sucesso a todos!”, escreveu Campelo.

Foram cumpridos ainda, nesta nova fase da Operação Sangria, mais dezenove mandados de buscas e apreensão. A quarta fase da operação investiga supostos crimes de fraude em licitação, além de irregularidades na prestação dos serviços de limpeza e lavanderia na unidade hospitalar.

Na mesma operação foram presos ainda, Rafael Garcia da Silveira, Sérgio José Silva Chalub, Frank Andrey de Abreu, Carlos Henrique Alecrim John e Nilton Costa Lins Júnior, que atirou contra os agentes federais no momento em que eles chegavam em sua residência.

Foto: Divulgação Secom_Marcellus Campelo Saúde

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap