US - R$ 3,78

×

Contra Bolsonaro, editora faz promoção de livros antifascismo


 Após a eleição de Jair Bolsonaro neste domingo (28), a editora americana de livros Haymarket Books lançou uma promoção com 50% de desconto no preço de publicações de conteúdo político. A ação seria uma forma de combater o fascismo e a ideologia conservadora que se alastra pelo mundo.

No texto publicado no site da Haymarket, com menção ao capitão reformado do Exército brasileiro, a editora explica que a promoção se deve ao “terrorismo da supremacia branca nos EUA e à eleição do neofascista Jair Bolsonaro no Brasil”. O texto também afirma que “a política e a organização da resistência antifascista internacional não poderiam ser mais urgentes em um momento tão crítico”.

Na lista de obras disponíveis, estão os títulos  “Fighting Fascism”, de Clara Zetkin; “On Anti-Semitism”, de Judith Butler; “No One Is Ilegal”, de Justin Akers Chacón e Mike Davis; e ” How We Get Free”, de Keeanga-Yamahtta Taylor –com o desconto, todas saem por menos de U$ 10.

“A Haymarket se solidariza com todos aqueles que se organizam para lutar contra o fascismo e por um mundo livre de opressão e exploração. Desta forma, reunimos uma lista de livros sobre a história e a política da resistência antifascista”, dizia ainda o informe. O site da editora ainda oferece um boné com a frase: “Por que governos ruins acontecem a pessoas boas?”, no valor de U$ 7.

A Haymarket Books é uma editora de livros independente sediada na cidade de Chicago, nos Estados Unidos. É conhecida por seu ativismo político nas redes sociais e por publicar autores marxistas ou com um posicionamento político no campo das ideias contrárias ao conservadorismo.

A promoção começará a partir da próxima semana.

*Informações retiradas da FolhaPress

Faça um comentário