Ursos polares estão magros demais por causa de gelo derretido

US - R$ 5,24

×

Ursos polares estão magros de mais porque gelo derretido dificulta a caça

Animais também estão se reproduzindo menos, segundo estudo que avalia a saúde da espécie

Foto tirada em 2015, em região da Noruega banhada pelo Oceano Ártico (Kerstin Langenberger/Facebook)

Completamente dependentes do gelo marinho para sobreviver, os ursos polares estão sofrendo impactos consideráveis com o derretimento na região do Ártico.

Veja também: Líderes mundiais pretendem ampliar a luta contra o aquecimento global

Um estudo publicado pela revista cientifica Ecological Apllications, aponta que os animais estão ficando mais magros e se reproduzindo menos justamente pela falta de gelo em seu habitat natural.

“Mudanças induzidas pelo clima no Ártico estão, claramente, afetando os urso polares. Eles são um ícone das mudanças climáticas, e também é um indicador precoce delas, já que são muito dependentes do gelo marinho”, explicou a autora do estudo, Kristin Laidre, professora da Universidade de Washington, em entrevista à CNN.

Veja também: Campo de gelo na Patagônia chilena é rompido por mudanças climáticas

Laidre e outros pesquisadores acompanharam os movimentos de ursos polares na Baía de Baffin, na costa oeste da Groelândia, durante dois períodos entre as décadas de 1990 e 2010. Foi constatado, que entre 2009 e 2015, os ursos passaram 30 dias a mais em terra do que no período entre 1991 a 1997. Isso porque o gelo está derretendo mais rápido e mais cedo do que deveria.

Dificuldade para caçar

Quando há pouco gelo no oceano, os urso polares se abrigam na Ilha Baffin, esperando que o gelo se acumule para que eles possam caçar focas. Quanto mais tempo eles passam na terra, mais peso perdem, uma vez que não conseguem caçar.

Os cientistas usaram uma escala que vai de 1 a 3.1 para medir o peso dos animais. O número 3 indica o peso saudável, com gordura o suficiente para mantê-los aquecidos. Foram analisados 352 ursos e nem mesmo 50 foram classificados dentro do peso ideal. As pesquisas comprovaram que em anos com menos gelo, os ursos perderam mais peso.

Reprodução

Além disso, os estudos também indicaram que a perda de gelo faz os ursos polares se reproduzirem menos. O impacto disso na população da espécie na baía de Baffin ainda não foi medido, uma vez que faltam números comparativos.

(*) Com informações do undefined – iG

Faça um comentário