US - R$ 3,92

×

Polícia Civil prende trio que vendia certificados de cursos falsos

Os policiais detectaram algumas vítimas que colaboraram com informações para chegarem ao grupo


Três suspeitos de participarem de uma associação criminosa que atuava na venda de certificados do Curso de Movimentação de Produtos Perigosos (MOPP) falsificados, foram presos durante operação “Nota Zero”, na tarde desta segunda-feira, 11. Segundo o delegado Raul Augusto Neto, titular do 12º DIP (Departamento Integrado de Polícia), ainda não há um número exato para confirmar da quantidade de certificados que foram feitos pelo grupo criminoso.

Os presos foram apresentados na manhã de hoje, 12, no prédio da Delegacia Geral, situado na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus, pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) e Departamento Estadual de Trânsito do Estado do Amazonas (Detran-AM).

 

 

Após o Detran constatar que os certificados eram emitidos de forma fraudulenta, foi determinado que o 12º DIP procedesse com as investigações. Os policiais detectaram algumas vítimas que colaboraram com informações para chegarem ao grupo. A operação que acabou na prisão do trio: Marlisson Silva de Meneses, 33, Jorcilande Santos Porto, 39, e Anthony Rodrigues Borges, 48. 

Facilidade

De acordo com o coronel Adil Alves, diretor-técnico do Detran-AM, a fácil emissão do certificado do Curso de Movimentação de Produtos Perigosos que é para a categoria de atividade remunerada (D) representa um perigo para as pessoas que não têm noção do que pode ocasionar.

“Quando o certificado foi apresentado ao Detran, o técnico percebeu que aquilo era falsificado. Assim que foi detectado a diligência, foi repassado para ao 12º DIP. Como são produtos perigosos, eles não têm noção do que pode ocasionar. Inclusive, questões de incêndio”, afirmou o diretor-técnico durante entrevista coletiva à imprensa.

Faça um comentário