MENU
logo-amazonasum

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Pazuello diz ao MPF que soube da crise do oxigênio em 8 de janeiro

Fala contradiz depoimento do ex-ministro à CPI da Pandemia; na ocasião, Pazuello disse que só soube do problema no dia 10 de janeiro
Lucas Rodrigues – Portal AM1*
• Publicado em 10 de junho de 2021 – 09:00
Pazuello
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

MANAUS, AM – O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse ao Ministério Público Federal (MPF) que soube que faltaria oxigênio em Manaus no dia 8 de janeiro de 2021, no auge da segunda onda da covid-19 em Manaus. A versão contradiz o depoimento do ex-ministro à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no Senado Federal.

À CPI, Pazuello disse que foi informado pelo governo do Amazonas que havia previsão de faltar oxigênio na capital amazonense no dia 10 de janeiro.

A afirmação foi feita em um documento encaminhado pelo MS ao MPF ainda em janeiro de 2021, detalhando as ações tomadas pelo Ministério no período de 6 a 16 de janeiro de 2021. O período é considerado o de maior mortalidade por covid-19 no Amazonas, quando faltou oxigênio em Manaus.

Leia mais: Serafim liga erros de Pazuello à crise do oxigênio no Amazonas

Segundo o documento, ao qual a CNN Brasil teve acesso, Pazuello disse que recebeu um e-mail da White Martins, fabricante e fornecedora de oxigênio ao estado, que explicava o possível desabastecimento do gás nas unidades de saúde.

O e-mail era a cópia de um comunicado da empresa à Secretaria de Saúde do Amazonas (SES-AM), e ainda indicava ao Amazonas que buscasse outras fontes para a produção do gás.

O governo também teria encaminhado uma mensagem ao ministro, dizendo que a empresa teria oxigênio disponível na fábrica de Guarulhos (SP), e que precisava de apoio para transportar a carga de Guarulhos para Manaus. A carga, segundo a mensagem, estaria pronta para embarque no dia 10 de janeiro, às 16 horas. Entretanto, nenhuma resposta teria chegado.

(*) Com informações da CNN Brasil.

Pazuello

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap