Após roubar arma de fogo de policial assassinado, homem presta depoimento - Amazonas1
26 de novembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Após roubar arma de fogo de policial assassinado, homem presta depoimento

Jefferson, acompanhado de um advogado, esclareceu em depoimento que se apossou da pistola cautelada na Rocam e trocou em uma boca de fumo

Após roubar arma de fogo de policial assassinado, homem presta depoimento

Jefferson Andrade da Silva, 37, conhecido como “Jeffinho”, prestou depoimento na tarde de quinta-feira (20), na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Ele foi acusado de roubar a arma de fogo do policial militar Fábio Marcelo do Nascimento, 38, morto com vários tiros na noite de sexta-feira (14), na avenida Leopoldo Peres, no bairro Educandos, na zona Sul de Manaus.

Segundo informações da Especializada, Jefferson foi detido por policiais militares da 2ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) sob o comando do tenente Paulo Araújo. Jefferson, acompanhado de um advogado, esclareceu em depoimento que se apossou da pistola cautelada na Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) e trocou em uma boca de fumo.

Leia mais: ‘Blade’ é encontrado morto com sinais de tortura e várias facadas

Jefferson confessou, ainda, que não conhecia os autores do crime e que passava na ocasião do atentado. Após prestar depoimento, ele foi liberado pela polícia. A arma de fogo do policial militar não foi encontrada.

Entenda o caso

O policial militar Fábio Marcelo do Nascimento, 38, lotado no 2° Batalhão de Policiamento de Choque da Rocam, conduzia o próprio carro, modelo Gol, de cor prata, quando foi interceptado por dupla em uma motocicleta. O garupa fez vários disparos, fazendo com que o policial militar perdesse a direção do veículo e viesse a colidir com outro carro à sua frente.

Na ocasião, três homens que estavam em um lanche no lado oposto da avenida atravessam e começaram a efetuar mais tiros contra Fábio Marcelo, que ainda, corre para fugir e morre minutos depois em uma calçada.

Os atiradores fugiram tomando rumo ignorado, sendo três deles com ajuda de um carro Siena, de cor prata. Durante o tumulto, a arma de fogo do militar foi roubada.

O assassinato do policial militar está sendo investigado pela DEHS. Até o momento nenhum suspeito foi preso.

Leia mais: Três homens são presos após roubar lancha da Sema no Amazonas

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading