US - R$ 4,11

×

Balanço policial aponta que 96 criminosos foram presos na Zona Sul

Operação Cruzada foi realizada nos bairros dessa zona da cidade, resultando ainda na apreensão de 73 armas de fogos e 250 quilos de entorpecentes

Balanço das polícias Militar e Civil aponta que, em dois meses de operações policiais na Zona Sul da cidade, foram apreendidos 73 armas de fogos e 96 presas. Os dados foram divulgados neste final de semana. Nesses números, ambas as corporações informam que foram cumpridos 16 mandados de prisão, apreendidos 250 quilos de entorpecentes e sete grupos criminosos envolvidos no tráfico de drogas, os conhecidos “bondes”, que atuam em homicídios foram desmantelados pelo sistema de segurança.

A Operação Cruzada, que cumpriu mandados de prisão, busca e apreensão em 12 bairros da área, foi determinada pelo secretário de segurança pública, coronel Louismar Bonates. O trabalho resultou em 19 prisões e está embasando outras investigações, sobretudo, para elucidar homicídios registrados na capital.

Segundo o comandante-geral da PM, coronel Ayrton Norte, a integração com a Polícia Civil e o trabalho da PM tem sido extraordinário. “Prendemos um traficante conhecido como ‘Argentino’ pelo crime de porte ilegal de arma de fogo e depois foi descoberto que ele é autor de homicídios. Um trabalho em conjunto, integrado e quem ganha com isso são os moradores da zona sul. Nossos esforços estão redobrados naquela área e nós vamos redobrar agora em outras zonas da cidade, além do policiamento que nós já temos, vamos aumentar a capacidade de policiamento, com o comando de policiamento especializado, a fim de coibir ações delituosas, principalmente de homicídio”, ressaltou.

De acordo com o delegado Divanilson Cavalcante, titular da Seccional Sul, as denúncias da população via 181 foram de extrema importância para a polícia chegar aos locais onde os criminosos estavam escondidos. A maioria dos presos é integrante de grupos criminosos envolvidos em diversos crimes. 

“Nós estamos enfrentando esse problema com inteligência, com investigações, então o sistema de segurança está identificando os lideres desses grupos, realizando prisões, grande quantidade de armamento apreendido, prisões de indivíduos de alta periculosidade. As polícias estão trabalhando de forma efetiva, de maneira integrada”, disse.

O delegado comentou, ainda, que as armas apreendidas foram utilizadas em homicídios na zona sul. Além da prisão pelo porte ilegal de arma de fogo ou de munição, os suspeitos vão responder ainda por assassinatos. “As armas foram periciadas e a delegacia de homicídios vai anexar o resultado nos inquéritos de homicídios que estão sendo investigados. A operação integrada continua. Esses grupos criminosos, ou bondes, como se autodenominam, costumam tirar a paz do cidadão de bem e eles foram desmantelados”, afirmou Cavalcante.

(**) Informações Assessoria de Comunicação

Faça um comentário