Dupla em motocicleta executa ‘Neném’ da FDN com 13 tiros no bairro Compensa

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

11 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Dupla em motocicleta executa ‘Neném’ da FDN com 13 tiros no bairro Compensa

A polícia suspeita que o crime tenha relação da guerra entre CV e FDN na região. O bairro Compensa vêm sendo palco de constantes mortes.

Dupla em motocicleta executa ‘Neném’ da FDN com 13 tiros no bairro Compensa
Gilson da Silva, vulgo “Neném”, foi executado com 13 tiros (Foto: Josemar Antunes/Amazonas1)

A guerra entre facções criminosas fez mais uma vítima na noite deste sábado, 23, no bairro Compensa, na zona Oeste de Manaus. O autônomo Gilson da Silva Evangelista, 27, vulgo “Neném”, filiado à Família do Norte (FDN), foi executado com 13 tiros na rua Oscar Borel esquina com a rua São Vicente.

Ao Portal Amazonas1, testemunhas relataram que dois homens, ocupando uma motocicleta, de cor vermelha, e de placa não identificada, se aproximaram da vítima e, em seguida, o passageiro efetuou os disparos à queima-roupa. A vítima morreu na hora.

Vitima foi atingida com 12 tiros nas costas e um na cabeça (Foto: Josemar Antunes/Amazonas1)

Os assassinos desconhecidos fugiram tomando rumo ignorado. Gilson, que estava na frente de casa, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Conforme os moradores, a vítima vendia drogas na região, tinha passagens por roubo e integrava à FDN.

A equipe de investigação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) fez o levantamento da área e identificou câmeras de segurança que podem ajudar na identificação dos autores. A vítima já tinha passagens por tráfico de drogas em 2013 e por roubo em 2017.

A suspeita é de acerto de contas relacionado ao tráfico de drogas, já que membros do Comando Vermelho (CV) brigam para tomar postos de drogas da facção rival.

A perícia criminal confirmou que 12 tiros atingiram as constas e um pegou na cabeça da vítima. O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML). A DEHS abriu inquérito para elucidar o crime.

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias