Estudante é encontrado morto dentro de uma geladeira na zona Norte

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

14 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Estudante é encontrado morto dentro de uma geladeira na zona Norte

O estudante estava desaparecido desde sexta-feira, 09, e tinha envolvimento com o tráfico de drogas

Estudante é encontrado morto dentro de uma geladeira na zona Norte

O estudante Rayson Tiago da Silva Pereira, 18, foi encontrado morto dentro de uma geladeira, no fim da tarde deste  domingo, 10, na rua Sérgio Vieira, invasão Monte Cristo, que fica dentro do conjunto Carlos Braga, bairro Nova Cidade, zona Norte de Manaus. 

De acordo com o delegado Denis Pinho, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o corpo foi encontrado pela namorada do jovem. Ela afirmou que Rayson estava desaparecido desde sexta-feira, 09, e tinha envolvimento com o tráfico de drogas.

“Depois do sumiço, a namorada resolveu fazer buscas. Ela sentiu odor vindo de uma geladeira sucateada no quintal da casa onde a vítima morava sozinha. Ao verificar, achou Rayson dentro do refrigerador sem vida”, disse o delegado Denis Pinho.

No local, os peritos criminais do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) não identificaram lesões no corpo da vítima. O laudo de exames de necropsia no Instituto Médico Legal (IML) deve apontar a causa da morte.

O delegado Denis Pinho acrescentou que os moradores não quiseram contribuir com informações. A área é considerada vermelha e impera a lei do silêncio.

No local onde o corpo foi localizado, foram recolhidos materiais e algumas anotações relacionadas ao tráfico de drogas. O corpo foi removido ao IML e o caso será investigado pela DEHS.

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias