Homem é executado a tiros em rip-rap no bairro Compensa - Amazonas1

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

26 de setembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Homem é executado a tiros em rip-rap no bairro Compensa

Segundo relatos de testemunhas, Deney estava na entrada do rip-rap, quando seis homens chegaram a pé e, em seguida, começaram a atirar

Homem é executado a tiros em rip-rap no bairro Compensa
Foto: Josemar Antunes/ Portal AM1

Deney Nunes Marinho, 38, conhecido como “Mau Mau”, foi executado com mais de 20 tiros no fim da manhã desta segunda-feira (3) em um rip-rap na rua do Comércio, bairro Compensa 2, zona Oeste de Manaus.

Segundo relatos de testemunhas, Deney estava na entrada do rip-rap, quando seis homens chegaram a pé e, sem seguida, começaram a atirar. Deney chegou a correr, mas foi alcançado e morto pelos pistoleiros desconhecidos.

Leia mais: Homem é morto com tiros e facada em terreno baldio de Manaus

O local de crime foi isolado pela Polícia Militar (Foto: Josemar Antunes/Portal Am1)

O local foi isolado por policiais militares da 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Conforme a polícia, Deney estava em liberdade condicional recente por roubo desde 02 de dezembro de 2019. Ele já tinha diversos processos criminais.

De acordo com o delegado Guilherme Antoniazzi, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), a área está em conflito entre facções criminosas e a motivação possui relação com o tráfico de drogas.

“O homem estava a caminho de casa, quando foi alvejado a tiros por seis homens. Ele ainda tentou se esconder embaixo de uma residência, mas foi encontrado e executado no local. Essa região tem registrado vários assassinatos por conta da briga entre facções criminosas”, disse.

O corpo foi removido pelo IML (Foto: Josemar Antunes/Portal AM1)

A perícia criminal confirmou que Deney foi atingido com 22 tiros, sendo braço, mão, pernas, costas, tórax e cabeça. Foram recolhidas no local algumas munições deflagradas durante o atentado.

O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) e o caso será investigado pela DEHS.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading