Homem que matou feirante a tiros por cobrar dívida é preso na capital - Amazonas1
24 de fevereiro de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  31oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Homem que matou feirante a tiros por cobrar dívida é preso na capital

O crime ocorreu, no dia 5 de novembro de 2020, por volta das 4h30, na avenida Djalma Batista, bairro São Geraldo, zona centro-sul

Homem que matou feirante a tiros por cobrar dívida é preso na capital
Foto: divulgação

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), cumpriu, na última sexta-feira (8), um mandado de prisão temporária em nome de Paulo Henrique Nascimento, de 27 anos, pelo crime de homicídio praticado contra o feirante Raimundo Sotto Mayor Ribeiro, 60.

O crime ocorreu, no dia 5 de novembro de 2020, por volta das 4h30, na avenida Djalma Batista, bairro São Geraldo, zona centro-sul.

De acordo com o delegado Charles Araújo, titular da Especializada, o indivíduo se apresentou na sede da DEHS, na avenida Autaz Mirim, bairro Jorge Teixeira, zona leste, no momento em que a ordem judicial foi cumprida. Durante depoimento, Paulo confessou que cometeu o homicídio.

“Na ocasião, o infrator relatou que Raimundo teria cobrado uma dívida e ele, sendo assim, sentiu-se ameaçado e efetuou um disparo de arma de fogo na vítima, que não resistiu e veio a óbito no local”, explicou Charles.

A autoridade policial informou que o mandado de prisão temporária em nome dele foi expedido, no dia 30 de novembro de 2020, pelo juiz Rafael da Rocha Lima, da Central de Inquéritos.

Procedimentos

O homem irá responder por homicídio. Após os trâmites cabíveis na DEHS, ele será levado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde passará por audiência de custódia e ficará à disposição da Justiça.

(*) Com informações da assessoria 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading