'Jabuti' não consegue correr e acaba morto com quatro tiros em Manaus

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

11 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

‘Jabuti’ não consegue correr e acaba morto com quatro tiros em Manaus

A polícia informou que o local do crime é uma área vermelha dominada pelo tráfico e que a vítima já possuía antecedentes criminais

‘Jabuti’ não consegue correr e acaba morto com quatro tiros em Manaus
Gerson morreu em via pública com quatro tiros (Foto: Divulgação)

Gerson Palma Ferreira, 25, conhecido popularmente como “Jabuti”, foi executado com quatro tiros, na noite desta quarta-feira, 3, por volta das 17h30, na rua Mirasselva, no bairro Redenção, na zona Centro-Oeste de Manaus. A vítima tinha envolvimento com o tráfico de drogas.

De acordo com a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), dois homens se aproximaram de Gerson e iniciaram uma conversava. Em determinado momento, um dos suspeito efetuou um disparo acertando a mão esquerda de Gerson.

Na ocasião, Gerson tentou correr, mas foi perseguido pela dupla e atingido com mais tiros, sendo um nas costas e dois no tórax. A vítima morreu no local. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda foi acionado por populares.

A polícia informou que o local do crime é uma área vermelha dominada pelo tráfico, e que, além de já possuir antecedentes criminais, a vítima também tinha rixa com algumas pessoas da região. Os dois homens que praticaram o crime foram reconhecidos, mas testemunhas preferiram não denunciar por medo. 

O Instituto Médico Legal ( IML) foi acionado para remover o corpo. A DEHS vai investigar o assassinato motivado por tráfico de drogas na região.

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias