Justiça condena a 20 anos de prisão autores de latrocínio de um sargento aposentado da PM
25 de outubro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Justiça condena a 20 anos de prisão autores de latrocínio de um sargento

O crime, que teve como vítima o sargento aposentado da PM, Luiz Carlos da Silva Costa, ocorreu em junho deste ano, no bairro Tancredo Neves.

Justiça condena a 20 anos de prisão autores de latrocínio de um sargento
Juíza Andrea Jane de Medeiros. Foto: Chico Batata

A juíza titular da 5.ª Vara Criminal da Comarca de Manaus, Andrea Jane Silva de Medeiros, condenou nesta sexta-feira (1º de novembro), a 20 anos de prisão, em regime fechado, Joelson Ferreira Soares, Charles Sanches Morais, Josué Ferreira Soares e Marcley Moraes de Souza. O quatro réus respondiam pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte) do sargento aposentado da Polícia Militar do Estado do Amazonas, Luiz Carlos da Silva Costa.

O crime foi praticado no dia 19 de junho deste ano, por volta das 18h30, em um estabelecimento comercial localizado no bairro Tancredo Neves, zona Leste de Manaus. A denúncia foi oferecida pelo Ministério Público do Estado do Amazonas em 24 de junho. A sentença foi proferida pela magistrada cinco meses e 13 dias após o ocorrido.

O crime

De acordo com o inquérito policial que gerou a denúncia do Ministério Público, no dia 19 de junho, por volta das 18h30, Joelson Ferreira Soares, Charles Sanches Morais, Josué Ferreira Soares e Marcley Moraes de Souza chegaram ao estabelecimento comercial localizado na Avenida Autaz Mirim, bairro Tancredo Neves, onde o PM aposentado Luiz Carlos da Silva Costa atuava como vigia.

A intenção dos quatro acusados era assaltar o estabelecimento. Eles foram até o local em um veículo HB20s (branco) e estacionaram em uma rua próxima. De acordo com o inquérito, Joelson, Josué e Marcley portavam, cada um, uma arma de fogo.

Na entrada do estabelecimento, tentaram render o vigia, que reagiu. Nesse momento, dispararam suas armas e com Luiz Carlos já baleado, subtraíram-lhe a arma (uma pistola calibre 380, marca Taurus, numeração KAS 37073, municiada com nove projéteis) e deixaram o local no mesmo veículo em que chegaram. As informações são do Tjam.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading