Mulher que estava foragida da justiça é presa após cometer novo crime

US - R$ 4,20

×

Mulher que estava foragida da justiça é presa após cometer novo crime

A prisão aconteceu quando a infratora conduzia um veículo, pela avenida Castelo Branco, bairro Cachoeirinha, zona sul da capital

Na última quinta-feira, 10, a equipe de investigação do 4º Distrito Integrado de Polícia (DIP) cumpriu mandado de prisão preventiva em nome de Alcilene Nascimento Gomes, 39, envolvida em furto à uma residência, ocorrido no dia 29 de setembro deste ano.

A mulher era considerada foragida da Justiça, pelo crime de roubo majorado. A prisão aconteceu quando a infratora conduzia um veículo, pela avenida Castelo Branco, bairro Cachoeirinha, zona sul da capital.

De acordo com o titular do 4º DIP, delegado Rafael Costa e Silva, que coordenou o cumprimento da ordem judicial, o alvo da infratora foi uma residência situada na comunidade Grande Vitória, bairro Gilberto Mestrinho, zona leste de Manaus. Na ocasião do crime, Alcilene, acompanhada de outros suspeitos, cujas identidades ainda são desconhecidas, adentraram no imóvel e furtaram diversos objetos do local.

“Depois de consumarem o delito, Alcilene e os comparsas empreenderam fuga em um carro. Após a formalização do registro de ocorrência, iniciamos os procedimentos de diligências. Por meio de imagens de câmeras de segurança, analisamos as placas do veículo que foi utilizado na fuga e, dessa forma, identificamos a proprietária. Passamos então a monitorá-la para esperar o momento certo da abordagem. Na quinta-feira, quando a mesma trafegava em uma via pública, resolvemos surpreendê-la e, logramos êxito na prisão dela”, explicou o titular do 4º DIP.

A autoridade destacou, ainda, que as investigações em torno desse caso irão prosseguir até que os comparsas de Alcilene sejam localizados e presos. A ordem judicial em nome da infratora foi expedida pela Vara de Execuções Penais (VEP).

Foragida

Conforme o delegado Costa e Silva, após ser conduzida ao prédio do 4º DIP, policiais civis constataram que a infratora estava foragida da Justiça. Ela irá responder, em regime fechado, por roubo à residência com emprego de armas, além de furto qualificado.

Alcilene foi indiciada por furto qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio do 4° DIP, ela será conduzida ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), localizado no quilômetro Oito da rodovia federal BR-174, onde irá ficar à disposição da Justiça.

 

(*) Com Informações da Assessoria

Faça um comentário