Polícia prende pai que gravou vídeo espancando o próprio filho de 1 ano

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

11 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Polícia prende pai que gravou vídeo espancando o próprio filho de 1 ano

Segundo informações da polícia, o suspeito tem três passagens pela polícia por roubo, agressão física e maus-tratos e também seria membro de uma facção

Polícia prende pai que gravou vídeo espancando o próprio filho de 1 ano

Rodrigo Nogueira, 24, que viralizou nas redes sociais em um vídeo agredindo o próprio filho de 1 ano e dez meses, foi preso por homens da 8ª Companhia Interativa Comunitária (8ª Cicom).

Segundo informações da polícia, o suspeito tem três passagens pela polícia por roubo, agressão física e maus-tratos.

A mãe da criança, Adriane Lopes, indicou aos policiais o local onde Rodrigo morava. Ele tava em um kitnet no bairro do Lírio do Vale

Ele usava tornozeleira eletrônica e rompeu.

O suspeito foi levado para a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), onde o caso está sendo apurado.

Agressão

O vídeo que mostra agressão foi compartilhado na noite de quinta-feira, 4, e gerou muita revolta.

Segundo informações, o crime aconteceu no bairro Santo Agostinho, na Zona Oeste de Manaus.

Rodrigo gravou a agressão e enviou para a ex-mulher para se vingar após a separação.

O homem agride o filho com tapas no rosto e xinga com palavrões.

Após receber o vídeo, Adriane Lopes enviou para uma amiga, que por sua vez, compartilhou nas redes sociais.

A mãe também foi alvo de críticas e gravou um vídeo nesta sexta-feira, 05, para informar que não sabia dos maus-tratos.

O caso chegou ao conhecimento da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).

A mãe da criança compareceu na especializada para prestar esclarecimentos.

Rodrigo, que conforme informações, faz parte de uma facção criminosa.

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias