US - R$ 3,83

×

Recém-nascida é morta por animais após ser enterrada viva pela mãe

ATENÇÃO: Imagens fortes! Apesar de já ser mãe de duas filhas, escondia a terceira gravidez. 


Uma mulher, identificada como Raimunda Nonata Laurinda da Silveira, de 24 anos,  foi presa na noite de quarta-feira (20), suspeita de enterrar viva a própria filha recém-nascida em uma mata na cidade de Camocim, litoral do Ceará.

Raimunda Nonata Laurinda da Silveira (Foto: Reprodução)

Raimunda Nonata tentou esconder a gravidez por alguns motivos, no entanto, a família já percebia sua forma física e desconfiavam de sua gravidez.

Após dar à luz, sem nenhum tipo de assistência médica e sem ninguém por perto, a mãe, segundo informações policiais, enterrou a criança, ainda viva, em cova rasa.

Algum tempo depois, populares escutaram o choro da criança. Quando conseguiram encontrá-la, já estava sem vida, sendo devorada por porcos.

Em seguida, a mãe foi vista toda ensaguentada. Isso fez as pessoas ligarem uma coisa a outra, já que ela, de acordo com alguns relatos de moradores, apesar de já ser mãe de duas filhas, escondia a terceira gravidez. 

Conforme a polícia, moradores da região ouviram o choro da bebê, foram à procura e localizaram a criança, já sem vida.

A polícia informou que os populares localizaram a bebê com diversos ferimentos pelo corpo. A suspeita dos policiais é que animais tenham atacado a criança após ela ser enterrada em uma cova rasa pela mãe.

A Polícia Civil e a Perícia Forense do Estado do Ceará foram acionadas e recolheram o corpo da recém-nascida do local. Uma perícia será realizada no Instituto Médico Legal para comprovar as causas das morte.

Após o ocorrido, equipes da Polícia Militar realizaram buscas pela região e localizaram a suspeita em uma mata, próximo ao local onde a criança foi deixada. Denúncias anônimas ajudaram a polícia a encontrar a mulher, que foi presa em flagrante.

Ela foi encaminhada para a Delegacia de Jericoacoara, onde foi atuada pelo crime. 

Foto: Reprodução/Camocim Policia 24H

 

 

 

 

*Informações retiradas do G1 e Camocim Policia 24h

Faça um comentário