'Renanzinho' da FDN é morto a tiros no bairro da Compensa

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

9 de agosto de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

redacao@amazonas1.com.br

‘Renanzinho’ da FDN é morto a tiros no bairro da Compensa

Renan Alves Maia, 24, ainda chegou a ser levado pelo Samu ao SPA Joventina Dias, onde chegou morto com tiros no pescoço e costas

‘Renanzinho’ da FDN é morto a tiros no bairro da Compensa
A vítima foi levada ao SPA Joventina Dias (Fotos: Reprodução)

Em provável acerto de contas, um homem apontado como integrante da facção criminosa Família do Norte (FDN) foi assassinado no fim da tarde dessa quinta-feira, 9, no bairro Compensa 2, na zona Oeste de Manaus. Renan Alves Maia, 24, conhecido como “Renanzinho” ainda chegou a ser levado ao SPA do bairro.

De acordo com o relatório da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Renan caminhava pela rua Alexandre Herculano, momento em que um carro, modelo e placa não reconhecidos, se aproximou. Em seguida, um homem desconhecido desceu e efetuou os disparos contra o pescoço e costas da vítima.

Após o crime, os moradores da região se aglomeraram envolta de Renan, que ficou agonizando. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu)  foi acionada por familiares e encaminhou a vítima ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, porém, o jovem não resistiu aos ferimentos. O corpo foi removido por uma equipe do Instituto Médico Legal (IML).

Adriano Batista de Araújo era o alvo dos criminosos (Fotos; Divulgação)

Conforme informações da polícia, Renan tinha passagens por roubos e participação em um homicídio. Ele também foi um dos três homens que invadiram o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, na zona Centro-Sul da capital, no dia 25 de novembro de 2018.

O alvo era Adriano Batista de Araújo, vulgo ‘Porocado’, que seria membro de facção rival e já havia sido preso em abril do mesmo ano do atentado, por receptação, uso de documento falso e posse ilegal de arma de fogo.

Renan estava respondendo em liberdade condicional e era monitorado por tornozeleira eletrônica. O assassinato com indícios de acerto de contas relacionado ao tráfico de drogas será investigado pela DEHS.

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading