Suspeitos de arrastão no T4 são presos e um morre após tiroteio

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

13 de agosto de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

redacao@amazonas1.com.br

Suspeitos de arrastão no T4 são presos e um morre após tiroteio

Com os suspeitos, foram encontrados três revólveres calibre 38, munições e duas motocicletas.

Suspeitos de arrastão no T4 são presos e um morre após tiroteio
Com os suspeitos, foram encontrados três revólveres calibre 38, munições e duas motocicletas. (Divulgação/PC)

A Polícia Civil do Amazonas prendeu em flagrante, na noite de quinta-feira, 22, um bando criminoso envolvido em uma série de assaltos na capital. O fato ocorreu no Terminal 4, localizado na avenida Camapuã, bairro Cidade Nova, zona norte. As prisões foram efetuadas pelas equipes do 13º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd).

Quatro homens foram presos: Franciomar Sales dos Santos, 27, Gabriel de Souza Ramos, 21, Jonathan Jordan Palheta de Sena, 28, e Mário Feitoza de Castro, 30. Com os suspeitos, foram encontrados três revólveres calibre 38, munições e duas motocicletas.

(Divulgação/PC)

Durante a ação policial, o ex-presidiário Josiney Rodrigues Maia, 26, reagiu à prisão, efetuou disparos contra os policiais e foi alvejado. Ele foi conduzido a uma unidade hospitalar, mas acabou morrendo.

De acordo com o delegado Ricardo Cunha, titular do 13º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o bando criminoso já vinha sendo investigado após usuários do transporte coletivo registrarem boletins de ocorrência de roubos de celular ocorridos no Terminal 4.

“Nós entramos em contato com as equipes da Derfd e pedimos um apoio. Desde então as equipes da especializada faziam campana no local para prender os criminosos”, disse.

Ricardo Cunha acredita que o bando tenha feito mais vítimas e pede que quem os reconhecer se dirija à Derfd para registrar o boletim de ocorrência.

Assalto frustrado

Segundo o delegado Guilherme Torres, titular da DERFD, o grupo criminoso tinha como alvo o posto do Sinetram. Durante as investigações, os policiais obtiveram informações de que os suspeitos iam assaltar o posto, pois Josiney tinha informado aos comparsas de que haveria a retirada de uma quantia estimada em R$ 50 mil do local, no final do dia. Foi Josiney quem forneceu as armas utilizadas pelos criminosos.

“Eles realizaram diversos roubos de celulares. Nós fizemos o cerco no terminal, fechamos as saídas e conseguimos efetuar a prisão. Eles reagiram, efetuaram disparos contra a equipe que, para se defender, efetuou disparos. Um deles foi baleado na perna e o outro baleado na região do tórax, e veio a falecer”, informou Torres.

Conforme a Polícia Civil, Josiney estava sendo monitorado por tornozeleira eletrônica, respondia pelo crime de tráfico de drogas e já tinha condenação por roubo qualificado.

A quadrilha foi autuada em flagrante por roubo majorado e associação criminosa. Ao término dos procedimentos, serão conduzidos para audiência de custódia.

(*) Com informações da assessoria

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading