Bolsonaro diz que sempre houve erros no Enem e elogia Weintraub

US - R$ 4,38

×

Bolsonaro diz que sempre houve erros no Enem e elogia Weintraub

Sobre a possibilidade de o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) ser interrompido por uma liminar, Bolsonaro disse que cabe à Justiça decidir.

reprodução:

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou neste domingo, 26, em viagem a Nova Delhi, na Índia, que sempre há erros no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As informações são do jornal O Globo.

Saiba mais:

Erros no Enem: governo Bolsonaro já responde a nove ações judiciais

MPF recebe queixas em série contra nota do Enem, e governo teme processos

Após a divulgação das notas do Enem, no último dia 17, candidatos apontaram erros na correção das provas. O Ministério da Educação admitiu que identificou “inconsistências” no resultado das provas de 5.974 participantes, ou seja, 0,15% do total de inscritos.

No mesmo dia, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) montou uma força-tarefa para analisar a situação. Bolsonaro elogiou Weintraub e disse que o considera “extremamente competente”.

Sobre a possibilidade de o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) ser interrompido por uma liminar, Bolsonaro disse que cabe à Justiça decidir.

A divulgação do resultado do Sisu, prevista para ocorrer no próximo dia 28, está suspensa por enquanto. Isso por que a Defensoria Pública da União (DPU) conseguiu uma liminar na Justiça Federal de São Paulo que determina que o governo comprove a correção de erros no resultado das provas do Enem 2019.

A sentença, proferida pela 8ª Vara Cível Federal de São Paulo na semana passada, impede que a divulgação dos resultados seja feita como o previsto.

A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu nesse sábado (25/01/2020) ao Tribunal Regional Federal da 3ª Região da decisão da Justiça Federal em São Paulo.

(*) Com informações do Metrópoles

Faça um comentário