Rodrigo Maia já admite disputar reeleição na Câmara se for candidato de consenso - Amazonas1

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

23 de setembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Rodrigo Maia já admite disputar reeleição na Câmara se for candidato de consenso

O atual presidente da Câmara vinha rechaçando a possibilidade, até mesmo nos bastidores, de disputar reeleição ao comando da Casa

Rodrigo Maia já admite disputar reeleição na Câmara se for candidato de consenso
Rodrigo Maia (Foto: Reprodução)

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), passou a admitir a lideranças do Centrão e da oposição, nos bastidores, que poderá disputar reeleição para um quarto mandato no comando da Casa.

Maia tem dito que essa não é sua pauta agora, todavia, admite que toparia disputar a reeleição, caso tenha o aval do Supremo Tribunal Federal e se for um candidato de consenso do Centrão e da oposição.

Leia mais: Maia diz que Marcelo Ramos está entre os grandes para a presidência da Câmara

Até então, o atual presidente da Câmara vinha rechaçando a possibilidade, até mesmo nos bastidores, de disputar reeleição ao comando da Casa no pleito que ocorrerá em fevereiro de 2021.

Na semana passada, o PTB entrou com uma ação no Supremo pedindo para a Corte barrar a reeleição de Maia e do presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

O caso foi distribuído, inicialmente, ao ministro Celso de Mello, porém ele se declarou impedido. A ação, então, foi redistribuída a Gilmar Mendes, que enviou o caso para o Plenário do STF decidir.

Gilmar é um dos ministros do Supremo com melhor interlocução política com o Congresso Nacional. Segundo aliados de Maia, ele e o ministro possuem ótima relação.

Procurado pela CNN, o presidente da Câmara não se pronunciou. Nas últimas semanas, ele tem dito que ainda não é o momento de discutir sucessão no comando da Casa e que não pretende ser candidato à reeleição.

 

 

(*) Com informações da CNN

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading