MENU
logo-amazonasum

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Vendas despencam devido à cheia, afirmam ambulantes do Centro de Manaus

O principal motivo é a interdição do terminal da Matriz
Gabriela Alves – Portal AM1
• Publicado em 01 de junho de 2021 – 18:49

 MANAUS, AM – Com o avanço das águas do Rio Negro, que ultrapassou a cota de 2012, nesta terça-feira (1°), o terminal de ônibus da Matriz, no Centro de Manaus, precisou ser interditado. Com a mudança, os vendedores ambulantes que trabalham na área sentiram o impacto nas vendas.

Segundo eles, a movimentação já vinha caindo nas últimas semanas, mas com a interdição na manhã desta terça-feira, as vendas despencaram. “Para nós vendedores ambulantes caíram bastante, porque a movimentação e até agora não tem nenhuma solução para nós”, afirmou a ambulante Fátima Monteiro.

Leia também: Vereador levanta suspeita em cadastro de ‘Auxílio Cheia 2021’

A vendedora de água conta que vendeu apenas duas garrafas durante a manhã e já contabiliza os prejuízos. Assim como ela, o vendedor de frutas Leonardo Silva também sentiu a queda das vendas.

“Ficou difícil para nós porque a gente trabalha com frutas perecíveis, aí nós temos que vender e o movimento caiu bastante”, relatou.

Leia também:  Em abril, exportações crescem 76% no Amazonas

Mudança nas rotas

O Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), alterou o itinerário de todas as linhas de ônibus que circulam no terminal da Matriz, nesta terça-feira (1º). A mudança na circulação dos coletivos é necessária devido a subida no nível das águas do rio Negro, no trecho da avenida Floriano Peixoto, que já impede a passagem dos coletivos pelo local.

Saiba mais: Terminal da Matriz é interditado e ônibus têm rotas alteradas

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap