MENU
logo-amazonasum

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Wilson Lima publica vídeo, alega inocência e afirma que acredita na Justiça

O chefe do Executivo estadual afirmou que está interessado na investigação e que não há indícios de irregularidade em sua gestão
Beatriz Araújo
• Publicado em 02 de junho de 2021 – 16:37
Wilson Lima
Governador é o primeiro gestor estadual a depor na CPI. Foto: Diego Peres/Secom

MANAUS, AM – Após ser alvo da quarta fase da operação Sangria, da Polícia Federal nesta quarta-feira (2), o governador do Estado Wilson Lima (PSC) divulgou um vídeo em suas redes sociais em que se declarou inocente e garantiu que é o mais interessado na investigação.

No vídeo divulgado no Facebook do governador, o chefe do Executivo estadual afirmou que está interessado na investigação e que não há indícios de irregularidade em sua gestão.   

“Eu sou o principal interessado em que esses fatos possam ser esclarecidos. Não há nenhuma prova contra mim, nenhuma prova que pratiquei qualquer ato de ilegalidade ou que me beneficiei de alguma forma de recursos públicos. Tenho plena convicção da minha inocência, confio no trabalho da Justiça e tenho certeza que no final das investigações a verdade irá aparecer”, declarou o governador.

Confira o vídeo:

Na investigação, os agentes de segurança também cumprem um mandado de prisão contra o secretário da Saúde Marcellus Campêlo.

Desta vez, são investigadas supostas irregularidades na construção do hospital de Campanha Nilton Lins, em Manaus, alugado pelo estado para o combate à Covid-19 (entenda mais abaixo). Segundo a PF, o valor nos desvios chega a R$ 23 milhões.

No total, a Polícia Federal cumpre 19 mandados de busca e apreensão e seis de prisão temporária nas cidades de Manaus e Porto Alegre. As ordens foram expedidas pelo Supremo Tribunal de Justiça (STJ). 

Além da casa de Wilson, os policias também realizam buscas na sede do governo estadual, na Secretaria de Saúde, na casa do secretário de saúde e na residência do dono do Hospital Nilton Lins, além do próprio Hospital Nilton Lins.  

Wilson Lima

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap