MENU

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Amazonas começa 2º etapa da campanha contra febre aftosa em 41 municípios

Animais de 0 a 24 meses deverão ser imunizados entre esta quinta-feira (15) ao dia 31 de agosto
Da redação – Portal AM1*
• Publicado em 14 de julho de 2021 – 15:53
Foto: Divulgação/Adaf

MANAUS/AM- No período que vai desta quinta-feira (15) ao dia 31 de agosto, ocorrerá em 41 municípios do Amazonas, a segunda etapa da campanha “Amazonas sem Febre Aftosa”. Animais de 0 a 24 meses deverão ser imunizados.

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf) faz um apelo e informa aos pecuaristas caso não tenham animais nesta faixa etária, os mesmos deverão realizar a atualização do rebanho junto à uma Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsav) em seu município. 

A atualização do rebanho é um dos procedimentos mais importantes para a defesa animal, assegurando a sanidade e o controle de dados dos rebanhos existentes no Amazonas. 

“É importante mantermos os dados atualizados para melhorar a execução das ações de defesa animal no Amazonas, principalmente naqueles municípios que ainda realizam a vacinação contra a febre aftosa”, destacou a coordenadora estadual do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa (PNEFA), Joelma Silva. 

A segunda etapa da campanha contra febre aftosa e a atualização de rebanho contempla os municípios de Alvarães, Amaturá, Anamã, Anori, Atalaia do Norte, Autazes, Barreirinha, Benjamin Constant, Beruri, Boa Vista do Ramos, Borba, Caapiranga, Careiro, Careiro da Várzea, Coari, Codajás, Fonte Boa, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Japurá, Jutaí, Manacapuru, Manaquiri, Manaus, Maraã, Maués, Nhamundá, Nova Olinda do Norte, Parintins, Rio Preto da Eva, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Silves, Tabatinga, Tefé, Tonantins, Uarini, Urucará e Urucurituba. 

Os pecuaristas que não realizarem a vacinação e a atualização de rebanho estarão passíveis de multas, terão a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA) bloqueada e não poderão receber animais de outras propriedades.

(*) Com informações da assessoria

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap