Vice de Bolsonaro defende BR-319, mas movimento quer assinatura em carta
17 de janeiro de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Vice de Bolsonaro defende BR-319, mas movimento quer assinatura em carta

O candidato a vice na chapa de Jair Bolsonaro à presidência da república, general Mourão, reservou dois dias para cumprir agenda em Manaus, esta semana, faltando, aproximadamente, 20 dias para as eleições gerais de 2018. Na capital do Amazonas, ele se comprometeu com o desenvolvimento econômico regional, em evento que reuniu centenas de empresários na noite […]

Vice de Bolsonaro defende BR-319, mas movimento quer assinatura em carta
Obras na rodovia são um debate constante em todos as gestões federais. (Foto: reprodução)

O candidato a vice na chapa de Jair Bolsonaro à presidência da república, general Mourão, reservou dois dias para cumprir agenda em Manaus, esta semana, faltando, aproximadamente, 20 dias para as eleições gerais de 2018.

Na capital do Amazonas, ele se comprometeu com o desenvolvimento econômico regional, em evento que reuniu centenas de empresários na noite da sexta-feira, 14, em um hotel na zona centro-sul da cidade. Na ocasião ele afirmou que o encontro já havia sido programado antes mesmo do período eleitoral. 

Movimentos lutam pela liberação da rodovia. (Foto: Reprodução)

No estado, movimentos lutam há quase três décadas, pela retomada das obras de pavimentação completa da BR-319 e da preservação da floresta ao longo dessa rodovia, que liga as cidades de Manaus e Porto Velho, na Região Norte do Brasil. Em meio a campanha eleitoral, o general de reserva do Exército defendeu investimentos para a estrada que se tornou inútil na Amazônia. A BR-319 é um dos assuntos que entram em pauta em época de campanhas.

“A questão da BR – 319 é vital para baratear o custo de produtos que chegam e saem aqui da região. Apesar de todo mundo ter aquela visão que a hidrovia do Madeira resolve o problema, mas as pessoas desconhecem que o Madeira é um rio sinuoso. O tempo que uma embarcação leva para singrar o Madeira e chegar até o porto é considerável. E a rota da BR- 319 diminuiu em um terço isso aí, ou dois terços, praticamente. Então, nós temos que investir na 319 com todos os problemas da área ambiental, teremos que ultrapassar, e isso requer determinação e coragem do presidente da república. Isso, o Bolsonaro tem de sobra, eu sei que ele vai fazer isso.”, argumentou o general.

Representantes da Associação dos Amigos e Defensores da BR – 319 querem que os candidatos à presidência da república também assinem uma carta compromisso em defesa da rodovia federal. Os pontos são: atuar dentro das competências pertinentes à função de presidente e junto aos ministros do meio ambiente e dos transportes no sentido de consolidar a total pavimentação, e ainda destinar recursos humanos e financeiros para efetivar uma fiscalização ambiental e de trânsito ao longo da rodovia.

“Os últimos três presidentes da república se comprometeram em resolver o problema da BR-319, mas nada foi feito”. Então, para não ficar apenas no discurso, queremos que eles assinem uma carta compromisso, para que nós tenhamos um documento, e assim comprovar futuramente, caso venham se tornar presidente, que eles se comprometeram com a nossa causa.”, explicou o secretário geral da associação, Thiago Neto.

Zona Franca

O candidato a vice de Bolsonaro também aproveitou para fazer promessas em relação à Zona Franca de Manaus. Durante coletiva de imprensa, questionado sobre os temas regionais, ele disse que é preciso colocar crédito maior para os empresários investirem. 

Nós precisamos, aqui, de políticas de incentivo, obviamente. Nós temos um carro chefe aqui no amazonas que é a Zona Franca. Tem a questão das isenções e nós temos que estudar isso, porque não pode se retirar. Teremos que investir, colocar crédito maior para os empresários; temos a questão da biotecnologia, nós temos a questão da biodiversidade; então temos várias áreas que o governo federal poderá cooperar com o governo do estado do Amazonas”, declarou o militar da reserva.

Atualmente, existe a discussão se o general Mourão poderia substituir Bolsonaro nos debates e entrevistas na campanha eleitoral, uma vez que o presidenciável ainda está hospitalizado por conta do atentado que sofreu.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading