Corpo sem cabeça é encontrado em igarapé no Mutirão - Amazonas1
22 de abril de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Corpo sem cabeça é encontrado em igarapé no Mutirão

Familiares compareceram ao local e afirmaram que reconheceram o corpo de Geovani Ferreira de Souza, cuja cabeça foi encontrada próximo a um campo de futebol no bairro Monte Sião

Corpo sem cabeça é encontrado em igarapé no Mutirão
Foto: Jael Lucena

Um corpo decaptado foi encontrado em um Igarapé localizado na avenida Autaz Mirim, bairro Mutirão, zona norte de Manaus. Por volta das 12h, policiais da 27° Companhia Interativa Comunitária (Cicom) receberam denúncias de que moradores teriam localizado um corpo no igarapé.

A equipe policial começou as buscas pelo local porém só obteve êxito por volta das 16h. Por ser um local de difícil acesso, o Corpo de Bombeiros foi acionado para auxiliar os trabalhos de remoção. Peritos do Departamento de Polícia Técnico-Científica conseguiram se aproximar para fotografar o corpo com o auxílio dos bombeiros que fixaram cordas.

Familiares compareceram ao local e afirmaram que reconheceram o corpo de Geovani Ferreira de Souza, de 19, cuja cabeça foi encontrada na última quarta-feira próximo a um campo de futebol no bairro Monte Sião. Na ocasião, testemunhas viram a cabeça ser arremessada próxima a um campo de futebol no local.

Leia mais Cabeça humana é encontrada próximo a campo de futebol na zona Leste de Manaus

A irmã e a avó da vítima informaram à imprensa que reconheceram o jovem pelas tatuagens. Ainda segundo a família, a vítima era usuária de drogas e que esse teria sido a causa da morte.

Segundo a equipe de peritos, o corpo estava decaptado e tinha perfurações grandes de arma branca, no tronco e costas, além de várias perfurações menores no lado esquerdo do tórax. A perna esquerda foi cortada até a metade, mas ainda estava presa ao corpo.

O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML), o caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]