US - R$ 3,73

×

Cristiano Ronaldo diz que acusação de estupro nos EUA é ‘fake news’


O atacante português Cristiano Ronaldo respondeu, por meio de um ao vivo por Instagram, à acusação de estupro que voltou à tona depois de uma reportagem publicada pela revista alemã Der Spiegel na última semana.

Nela, a revista publica uma entrevista com Kathryn Mayorga, de 34 anos, que relata como o estupro teria ocorrido. A história fora revelada no ano passado, pela mesma publicação, mas o nome da vítima não tinha sido divulgado. Um advogado da suposta vítima entrou com uma ação para questionar a validade de um acordo que teria sido feito entre ela e o atacante português.

“O que foi publicado é uma ‘fake news’, eles querem se promover usando meu nome. É normal, eles querem se tornar famosos com o meu nome, é parte do meu trabalho, mas eu sou um homem feliz e está tudo bem”, disse o jogador da Juventus.

Além da revista Der Spiegel, a rede de TV CNN também detalhou em reportagem no fim de semana o processo que Kathryn Mayorga moveu contra Cristiano Ronaldo.

Mayorga afirma que o português a abusou em um hotel de Las Vegas em 2009 enquanto ela gritava “não”.

Segundo a CNN, Ronaldo se desculpou “dizendo que sentia muito e que geralmente era um cavalheiro”.

No processo, ainda acusa o jogador e sua defesa de tirar proveito do frágil estado emocional de Mayorga para que ela assinasse um acordo de não-revelação em 2009. Ela diz que recebeu US$ 375 mil (cerca de R$ 1,5 milhão na cotação atual) em troca de seu silêncio. Agora, a ação quer anular este acordo.

*Informações retiradas da FolhaPress

Faça um comentário