Prédio fica destruído após incêndio na Compensa; veja vídeo

US - R$ 5,24

×

Prédio fica destruído após incêndio na Compensa; veja vídeo

A Defesa Civil foi acionada para vistoriar a estrutura da edificação. A perícia deve começar os trabalhos para buscar as causas do incêndio.

Prédio fica destruído após incêndio na Compensa (Divulgação)

O incêndio de grandes proporções atingiu um estabelecimento na noite dessa quinta-feira, 20, no bairro  Compensa, em Manaus. O incidente deixou o prédio destruído. Segundo informações do registro, no local funcionava uma loja de colchões. O fogo iniciou por volta das 20h e se alastrou rapidamente.

O Corpo de Bombeiros do Amazonas trabalhou por mais três horas para conter as chamas e deslocou mais de 15 viaturas até a fábrica, utilizando cerca de 100 mil litros de água. Não houve vítimas.

Na manhã desta sexta-feira, 21, a corporação realizou o rescaldo do incêndio. Segundo o sargento Dênis Ferreira, a princípio, não houve propagação para outras edificações. No entanto, uma igreja, uma escola e três casas ao lado foram prejudicadas e precisaram ser interditadas, visto que há risco de desmoronamento do prédio.

Prédio fica ao lado de uma igreja e outras três casas (Divulgação)

Prédio fica ao lado de uma igreja e outras três casas (Divulgação)

A Defesa Civil foi acionada para vistoriar a estrutura da edificação. A perícia deve começar os trabalhos para buscar as causas do incêndio. De acordo com técnicos do órgão, o prédio está com estrutura comprometida e risco iminente de desmoronamento.

A queda de uma das paredes laterais resultou na interdição da Paróquia Cristo Libertador, que foi atingida parcialmente. Outras nove residências próximas foram desocupadas, e as famílias foram retiradas do local.

As secretarias de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), de Assistência Social (Seas) e a Casa Civil prestam atendimento aos moradores desde o início do incêndio.

Técnicos das instituições realizam atendimentos sociais, psicológicos e o cadastramento das famílias vizinhas que possam estar em situação de vulnerabilidade social.

O prédio comercial também fica nas proximidades da Escola Estadual Padre Pedro Gislandy. Apesar do fogo não ter atingido a unidade escolar, houve interdição por conta da caixa d’água do prédio.

As aulas na unidade estão suspensas, e uma equipe de engenharia da Secretaria de Educação e Desporto deve realizar uma visita ao prédio ainda nesta sexta-feira, 21.

Conforme as imagens, é possível perceber como o lugar ficou após o incêndio. Os telhados ficaram destorcidos e pedaços de concretos surgem jogados ao chão. Confira:

Unidades de Saúde

Ainda nessa quinta-feira, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) fez um levantamento nas unidades de saúde da capital e não registrou a entrada de nenhuma vítima de queimadura ou intoxicação por fumaça. O incêndio foi considerado de grandes proporções.

Os bombeiros encontraram dificuldade de acesso ao local do incêndio, localizado entre a rua Amazonas e a rua Santo Antônio, e tiveram que fazer aberturas na parede do prédio pela rua Amazonas e pela travessa Teófilo Dias.

O fogo

Imagens que circularam em grupos de mensagem mostram as ações dos bombeiros tentando conter o fogo, que toma conta do prédio. Uma grande nuvem de fumaça é dispersada.

Bombas de água são usadas em buracos feitos nas paredes. Uma aglomeração de pessoas nas ruas é contida por policiais militares. Em outro vídeo, é possível ver a grande proporção que o foto tomou. Confira aos vídeos:

Faça um comentário