Mesmo diminuindo preconceitos, adoção enfrenta barreiras no AM
21 de abril de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Mesmo diminuindo preconceitos, adoção enfrenta barreiras no AM

A maior parte dos que aguardam adoção é adolescente, porém a preferência por crianças com idade entre 0 e 4 anos é um fator que dificulta o processo

Mesmo diminuindo preconceitos, adoção enfrenta barreiras no AM

Comemorado no dia 25 de maio, o Dia Nacional da Adoção acontece em todo o país para sensibilizar famílias a adotarem crianças e adolescentes, independente de idade. Dados do Cadastro Nacional de Adoção (CNA), vinculado ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mostram que atualmente existem 45.991 pessoas interessadas em adotar e 9.524 crianças e adolescentes aptos para ser adotados.

Adoção enfrenta dificuldades no AM (Pixabay)

Já no Amazonas, dados do setor de assistência social da Coordenadoria da Infância e Juventude (COIJ) apontam que, atualmente, existem 38 crianças aptas à adoção, aguardando por uma chance de ter uma família nos nove abrigos da capital e 149 famílias habilitadas a adotar. A maior parte dos que aguardam adoção é adolescente, porém a preferência por crianças com idade entre 0 e 4 anos é um fator que dificulta o processo de adoção.

Crianças que têm irmãos ou que sofrem de doenças que inspiram cuidados também demoram mais tempo para serem adotadas. A COIJ lançou em 2018 o “Encontrar Alguém”, um programa que divulga padronizadamente informações sobre crianças e adolescentes que esperam para serem adotadas. Assim, mesmo pessoas não Cadastradas no Cadastro Nacional de Adoção, podem se candidatar a adotar uma criança específica.

Para diminuir a demora de espera das crianças e adolescentes com este perfil, a Lei 12.010/2009 prevê a obrigatoriedade de um curso de preparação psicossocial e jurídica para adoção àqueles que pretendem serem pais. Após comprovada a participação no curso, o candidato é submetido à avaliação psicossocial com entrevistas e visita domiciliar feitas pela equipe técnica interprofissional.

Cadastro Nacional

Para facilitar o acesso dos juízes das Varas da Infância e Juventude, foi criado o Cadastro Nacional de Adoção (CNA), sistema de cadastro único para agilizar os procedimentos de adoção no país inteiro. Nele é possível ter acesso ao sistema de cadastro e acessar o guia passo a passo de adoção.

Semana Estadual da Adoção

Há oito anos a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) instituiu a Semana Estadual da Adoção de Crianças e Adolescentes, através da lei nº 3.594/2011, de autoria do então deputado estadual David Almeida, com o objetivo de incentivar a adoção de crianças e adolescentes no Amazonas e reforçar a importância do Dia Nacional da Adoção.

De acordo com a Lei, os órgãos competentes do Poder Executivo devem, em parceria com os Poderes Legislativo e Judiciário, Ministério Público e entidades da Sociedade Civil promover ações como palestras, debates, seminários e campanhas para sensibilizar e agilizar a prática de adoção de crianças e adolescentes.

(*) Com informações da Agência Brasil e Aleam

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]