Acusação e defesa de Gustavo Sotero em 'pé de guerra' no Tribunal do Júri

US - R$ 4,16

×

Acusação e defesa de Sotero em ‘pé de guerra’ no Tribunal do Júri

Ânimos dos membros das equipes estão exaltados, além do normal, e a todo o instante o clima esquenta entre os advogados no Tribunal

Clima no julgamento do delegado Gustavo Sotero, entre os advogados de defesa e a assistência da acusação está quente. (Foto: Márcio Silva/Amazonas1)

O advogado Cládio Dalledone Júnior, que representa a defesa do delegado da Polícia Civil, Gustavo Sotero, foi confrontado pelos advogados que atuam como assistentes de acusação, durante o depoimento de Alexandre Mascarenhas à defesa, nesta quinta-feira, 28, no Tribunal do Júri, no Fórum Ministro Henoch Reis, zona Centro-Oeste de Manaus.

A advogada Catharina Estrela Abracim, que atua como assistente de acusação, no julgamento do delegado da polícia civil, Gustavo Sotero, interpelou Dalledone, alegando que ele estaria lendo um depoimento de Alexandre diferente do que estaria sendo exibido na televisão instalada no plenário.

 

Advogado Cláudio Dalledone Júnior apoia seu cliente, o delegado Gustavo Sotero, durante o segundo dia de julgamento. (Foto: Márcio Silva/Amazonas1)

 

Dalledone se defendeu alegando que o documento estava sendo embasado para que ele possa realizar uma pergunta pertinente à situação.

“É isso que ela quer. Ela só quer chamar atenção. Não pode me interromper dessa forma. Agora ela quer interferir na forma como realizo as perguntas?”, disse Dalledone.

Ao longo desses dois dias de julgamento, acusação e defesa estão se confrontando e trocando farpas. O juiz do julgamento, Celso de Paula, também chamou a atenção, mais uma vez, à plateia e reafirmou: “ninguém está aqui brincando”.

Alessandro Albito, Joyce Pacheco e Lukedson (sobrenome não informado), ainda devem prestar depoimento neste segundo dia de julgamento.

(*) mais informações em instantes

Faça um comentário