Cilindros de oxigênio são escoltados até HSP Sociedade Portuguesa após decisão judicial - Amazonas1
27 de fevereiro de 2021
Site auditado pelo
Manaus
23oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Cilindros de oxigênio são escoltados até HSP Sociedade Portuguesa após decisão judicial

A White Martins não havia obedecido à ordem judicial anterior e, no final da tarde de ontem, o juiz plantonista cível Cezar Luiz Bandiera determinou a apreensão dos cilindros

Cilindros de oxigênio são escoltados até HSP Sociedade Portuguesa após decisão judicial
Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Amazonas cumpriu, na manhã deste sábado (16), decisão judicial que determinou a busca e apreensão de cilindros de oxigênio nas instalações da White Martins e entrega do insumo à Sociedade Portuguesa Beneficente do Amazonas. A operação foi conduzida pelo Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) e retirou da empresa 14 cilindros para abastecerem os leitos do hospital.

A White Martins não havia obedecido à ordem judicial anterior e, no final da tarde de ontem, o juiz plantonista cível Cezar Luiz Bandiera determinou a apreensão do insumo em quantidade “suficiente para manter o funcionamento mínimo do hospital”.

A decisão do magistrado considerou o apelo da unidade de saúde, informando haver apenas sete cilindros para atendimento aos pacientes. De acordo com o delegado Juan Valério, coordenador do Fera, a decisão teve caráter de urgência sob o risco de haver mortes de pacientes.

Leia mais: Com recebimento de oxigênio, bebês prematuros de Manaus deixam de ser transferidos 

“Adentramos à empresa e trouxemos os 14 cilindros para os profissionais de saúde darem continuidade ao tratamento dos pacientes. Eles são verdadeiros heróis”, afirmou o delegado.

Juan Valério destacou o trabalho policial e disse que todo o efetivo está trabalhando ininterruptamente há 72 horas. “Estamos sem sentir cansaço, pois esse é o trabalho mais gratificante que já realizamos em todo esse período de nossa unidade”, disse.

Apelo

O coordenador do Fera pediu às pessoas que estão fazendo doações que procurem as autoridades competentes, como a Defesa Civil e outros órgãos, que saberão direcionar a doação para onde há maior necessidade.

“Da nossa parte, podem contar com o apoio do Grupo Fera para fazer qualquer tipo de escolta de insumos. Sabemos que pode ocorrer algum tipo de problema, principalmente quanto à possibilidade de quebrar o toque de recolher. Caso alguém queira fazer doação e esteja no período em que a circulação está restrita, nos acione. Estamos com a equipe 24 horas por dia para fazer o transporte com segurança e sem quebrar o decreto em vigor”, afirmou.

 

(*) Com informações da assessoria

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading