Jovem acusado de roubar sobrinha de traficante é morto com quatro tiros
4 de dezembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Jovem acusado de roubar sobrinha de traficante é morto com quatro tiros

Alessandro morava sozinho em uma quitinete que havia alugado por cinco meses, quando o local foi invadido por dois homens

Jovem acusado de roubar sobrinha de traficante é morto com quatro tiros
O crime ocorreu na rua Atlético Paranaense, no bairro Cidade de Deus (Foto: Josemar Antunes)

Alessandro Ferreira Duarte, 19, foi assassinado com quatro tiros na noite desta quinta-feira (17), na rua Atlético Paranaense, no bairro Cidade de Deus, na zona Norte de Manaus. O jovem estava “jurado” de morte após roubar a sobrinha de um traficante da região.

Segundo informações da 13ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o crime ocorreu por volta das 20h. Alessandro morava sozinho em uma quitinete que havia alugado por cinco meses. Após receber ameaças, o jovem estava com pretensões de mudar-se.

Entretanto, o jovem não teve tempo e acabou morto. Dois homens invadiram a vila de apartamentos pulando o muro, onde surpreenderam Alessandro em um dos quartos. Ele foi atingido com dois tiros na cabeça, um no ombro direito e outro no braço esquerdo.

Após o crime, os assassinos deixaram a cena do crime sob os olhares de várias pessoas. Eles foram identificados como “Careca” e “Felipe”. A dupla teria ido ao local cobrar Alessandro a mando de um traficante da região chamado “Babalu”.

“O Alessandro havia roubado uma sobrinha do líder do tráfico da área. Antes do crime, o traficante veio cobrar, mas o Alessandro se negou e pagou com a vida. Os caras prometeram que voltariam e cumpriram a promessa”, disse a testemunha, que preferiu não se identificar por medo de represálias.

No local, a polícia apurou que Alessandro com mais duas pessoas, uma mulher e outro homem, assaltou uma loja de maquiagem na avenida Autaz Mirim, no bairro São José, na zona Leste da capital. O roubo ocorreu nas proximidades do Shopping Grande Circular.

Segundo levantamentos da polícia, Alessandro enganou o restante do bando após o roubo e foi prometido pelos comparsas. O irmão da vítima não conversou com a imprensa, mas confirmou a versão de moradores para policiais militares e civis.

Alessandro foi morto com quatro tiros dentro de uma quitinete (Foto: Josemar Antunes)

Em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), consta que Alessandro já possuía passagens pelos crimes de tráfico de drogas e roubo. Após os trabalhos da perícia criminal, o corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) vai investigar o assassinato.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading