Respeito e transparência na vacinação! - Amazonas1
28 de fevereiro de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Respeito e transparência na vacinação!

A prioridade são os nossos heróis, homens e mulheres que atuam na ponta do combate à Covid, que colocam em risco as suas vidas para salvar a vida de outros

Respeito e transparência na vacinação!

Nas primeiras 48 horas decorridas do início da vacinação em Manaus, mais um recorde: 291 amazonenses mortos pela Covid. Fico a imaginar o que se passa na cabeça de um empresário, de uma autoridade pública que se dispõe a furar a fila de vacinação. Eu queria me vacinar, mas antes queria imunizar minha mãe, hipertensa de 70 anos, e minha avó, com 93 anos, que se encontra internada nesse momento.

Mas não chegou a nossa vez. A prioridade são os nossos heróis, homens e mulheres que atuam na ponta do combate à Covid, que colocam em risco as suas vidas para salvar a vida de outros. Até para que consigamos chegar vivos na data da nossa vacinação, precisamos proteger os profissionais de saúde.

Quando reflito mais friamente, consigo deduzir o que se passa na cabeça dos fura-filas. Se acham acima dos outros, credores do povo por ocupar um cargo público. Não somos credores do povo. Somos devedores de quem nos confiou a responsabilidade de representá-lo e de trabalhar em seu nome. Mais do que ninguém, devemos dar o exemplo e combater as ilegalidades.

Por considerar essa conduta reprovável, entrei com ação civil pública, em reforço a medidas dos órgãos de controle, exigindo informações diárias sobre vacinados contra Covid-19 em Manaus. Em decisão, a Justiça deferiu o pedido e embargou a segunda dose da vacina aos fura-fulas. Outra consequência foi a determinação de que as vacinas ficarão sob a guarda da Fundação de Vigilância em Saúde, com três responsáveis indicados pela justiça.

A total transparência das ações dessa fase de imunização e das definições das prioridades são fundamentais para que a população volte a confiar nas autoridades públicas e no processo de vacinação. Afinal, há duas coisas que não voltam, a vacina aplicada e a vida de um trabalhador da saúde que tombou pelo caminho

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading