MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Vice-governador do AM é denunciado por falsificação de documento

De acordo com a SSP-AM, Carlos Almeida Filho teve ajuda de um servidor da Casa Civil para fazer o documento de exoneração de Bonates
Edilânea Souza – Portal AM1*
• Publicado em 22 de julho de 2021 – 09:17
Vice-governador do AM é denunciado por falsificação de documento
Foto: Divulgação

MANAUS, AM – O vice-governador do Amazonas, Carlos Almeida Filho (PSDB), foi denunciado na Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) por suspeitas de falsificar documentos para demissão do secretário de Segurança Pública, Louismar Bontates, sem o consentimento do governador Wilson Lima (PSC).

Segundo a denúncia, Carlos Almeida Filho e mais um servidor da Casa Civil fizeram o documento de exoneração de Bonates e que tal documento seria publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (22).

Em nota, a SSP-AM informou que o caso já foi encaminhado para polícia e segue em investigação. Além disso, a SSP afirma que o pedido não chegou a ser publicado no DOE e que o servidor que ajudou Carlos Almeida Filho foi exonerado e as senhas de acesso dele foram canceladas.

Bomates está em Brasília desde ontem (21) e cumpre, nesta quinta-feira, agenda ao lado de Wilson Lima, de solenidade de lançamento do Plano de Atuação Integrada de Combate à Incêndios Florestais, do Governo Federal.

Vice-governador

Leia mais: Vice-governador Carlos Almeida é o mais novo tucano no ninho de Arthur

Confira a nota da Secretaria de Segurança do Amazonas:

O Governo do Estado do Amazonas esclarece que, na madrugada desta quinta-feira, o vice-governador, Carlos Almeida, e um funcionário comissionado da Casa Civil, de forma ilegal, criaram um documento exonerando um secretário de Estado, sem conhecimento do chefe da Casa Civil e do governador.

O documento não chegou a ser publicado, por isso não tem validade e efeito. Mas o ato gravíssimo tem o objetivo de causar instabilidade e danos ao governo. Diante disso, o servidor será exonerado, teve as senhas de acesso a sistema de governo canceladas e foi proibido de entrar na Casa Civil. O caso foi encaminhado à policia, que tomará todas as providências para responsabilizar os envolvidos nesse ato criminoso.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap