Agentes da Base Arpão apreendem três toneladas de pescado ilegal - Amazonas1
18 de janeiro de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Agentes da Base Arpão apreendem três toneladas de pescado ilegal

O pescado foi apreendido e levado à Delegacia Interativa de Polícia do município; material está avaliado em R$ 15 mil

Agentes da Base Arpão apreendem três toneladas de pescado ilegal
Foto: Reprodução Secom

Agentes da Base Arpão, durante fiscalização realizada na tarde de quinta-feira (03), apreenderam três toneladas de pescado ilegal na embarcação Pesqueiro Lourão, no rio Catoá, município de Coari. Dentro do barco, foram encontrados 2 mil quilos de tambaqui e mil quilos de pirapitinga. O pescado apreendido foi doado para instituição filantrópica do município.

Leia mais: Eficiência em gestão administrativa previdenciária garante prêmio nacional ao Governo do AM

De acordo com o major Eduardo Freitas, comandante da operação, durante fiscalização nas embarcações visando combater a pirataria e o tráfico de drogas, os agentes abordaram o barco Pesqueiro Lourão, oriundo da comunidade de Catoá. E, durante as vistorias feitas pelos agentes ambientais e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), foi constatado o transporte de pescado ilegal, que estão na época do defeso.

Ainda de acordo com o comandante, o dono da embarcação foi detido para prestar depoimento na Base Arpão. Após ser ouvido, ele foi autuado em flagrante por crime ambiental. O pescado foi apreendido e levado à Delegacia Interativa de Polícia do município. O material está avaliado em R$ 15 mil.

Criada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a Base Arpão atua de forma integrada com efetivos das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Federal, Força Nacional, Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça e Segurança Pública e Ibama.

 

(*) Com informações da assessoria

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading