'Chico Doido' quer gastar mais de R$ 3,2 milhões com gasolina e serviço funerário - Amazonas1
5 de dezembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

‘Chico Doido’ quer gastar mais de R$ 3,2 milhões com gasolina e serviço funerário

No mês passado, o prefeito de Iranduba virou alvo de investigação do MPF pelo uso de recurso federal em contratos de transporte escolar

‘Chico Doido’ quer gastar mais de R$ 3,2 milhões com gasolina e serviço funerário
(Foto: Divulgação)

O prefeito de Iranduba, Francisco Gomes da Silva, popularmente conhecido como “Chico Doido” – figurinha carimbada em diversos procedimenros do MPE e MPF – pretende gastar mais de R$ 3,2 milhões com gasolina e serviço funerário, conforme consta no Diário Oficial dos Municípios (DOM), desta quarta-feira (29).

Segundo o documento, Chico Doido publicou duas homologações de licitação. Uma delas, oriunda do Pregão Presencial nº 015/2020, trata da possível aquisição de “derivados de petróleo: gasolina, diesel comum e diesel s-10”, pelo total de R$ 2.919.500,00.

Leia mais: Prefeitos do AM já contrataram mais de R$ 275 milhões antes da proibição eleitoral

O valor milionário deverá ser pago à empresa VENEZA AUTO POSTO LTDA, inscrita no CNPJ nº 03.056.756/0002-21. Em consulta ao site da Receita Federal, consta que a empresa tem sua sede localizada em Iranduba e atende pelo nome fantasia Posto Iranduba.

Realizando serviços de “comércio varejista de combustíveis para veículos automotores”, a empresa não apresenta informações sobre quadro de sócios e capital social.

Serviço funerário

Além disso, o prefeito homologou outra licitação, oriunda do Pregão Presencial nº 016/2020, para “contratação de empresa para serviço funerário”, pelo total de R$ 319 mil, que deverá ser pago à empresa SAGAZ SERVIÇOS PÓSTUMOS.

Segundo consta no documento, a empresa está inscrita no CNPJ nº 22.348.997/0002-08. Ao realizar a  consulta ao site da Receita Federal, o site mostra que o número é “inválido”.

Prefeito investigado

No mês passado, o prefeito “Chico Doido” virou alvo de investigação instaurada pelo Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas para investigar a aplicação de dinheiro federal em contratos de transporte escolar.

Leia mais: MPF instaura inquérito civil para investigar contratos de transporte escolar de Iranduba

Para abrir a investigação, o procurador da república Thiago Bueno, levou em consideração o histórico de “graves vícios” que a administração do município tem em relação à contratação de transporte escolar.

Sem resposta

O Portal AM1 entrou em contato com a Prefeitura de Iranduba para saber mais informações sobre as possíveis contratações. A equipe, no entanto, não obteve retorno até a publicação da matéria.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading