Prefeito de Manaquiri quer gastar mais de R$1 milhão com internet
25 de novembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Prefeito de Manaquiri quer gastar mais de R$ 1 milhão com internet

Prefeitura de Manaquiri explicou que quando se publica uma ata de preços é uma estimativa e só será pago o valor contratado para o consumo

Prefeito de Manaquiri quer gastar mais de R$ 1 milhão com internet

O prefeito de Manaquiri Jair Aguiar Souto (PMDB), assinou na última sexta-feira, 28 de fevereiro, a homologação de uma Ata de Registro de Preços no valor de R$ 1,017.000,00, para a contratação de empresa especializada em fornecimento de internet que vai atender às necessidades da prefeitura, secretarias e praças digitais do município.

Segundo o representante do município em Manaus, outros municípios também poderão usar a internet e pagar o consumo.

 

Leia mais

 

Diretoria municipal do PMN renuncia após saída de Marcelo Amil 

 

Segundo o Diário Oficial dos Municípios (DOM) desta quarta-feira, 4, o certame licitatório foi assinado com a empresa R Andrews de Araújo, que será responsável por fornecer através de cabos de fibra óptica a internet para o município.

Ainda segundo a publicação no diário, a empesa será responsável por dois itens no contrato, serão 1.800 megas para órgãos e secretarias da prefeitura no valor de R$ 495 mil e 1.800 megas para praças digitais com acesso livre no município, no valor de R$ 522 mil.

 

Vencedora

 

A empresa que apresenta o nome fantasia “Xtreme Soluções” possui sede no bairro Cidade Nova, em Manaus.

O cadastro na Receita Federal indica que a empresa está no mercado há pelo menos 15 anos e suas principais atividades econômicas são voltadas para provedores de acessos a redes de comunicação.

Na categoria de administradores a empresa não possui sócios, é administrada somente pela razão social “R Andrews de Araújo”.

 

Posicionamento de Manaquiri

 

“Quando se publica uma ata de preços é uma estimativa de consumo, só será pago o valor contratado para o consumo. A internet poderá ser usada por outros municípios na ata, pagaremos somente o consumo acordado com a empresa, se interessar a outros municípios eles pedem carona na ata”, explica o representante se referindo ao contrato com o fornecedor de internet.

 

 As publicações podem ser encontradas respectivamente nas páginas 20 e 21 do Diário Oficial  dessa quarta-feira.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading