Seis municípios do Amazonas já decretaram 'lockdown' na pandemia

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

7 de agosto de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

redacao@amazonas1.com.br

Seis municípios do Amazonas já decretaram ‘lockdown’ na pandemia

O levantamento foi feito pelo Portal AM1 no Diário Oficial dos Municípios e considerou os decretos publicados pelas prefeituras desde o início da pandemia

Seis municípios do Amazonas já decretaram ‘lockdown’ na pandemia
O crime de femicídio ocorreu no município de Tefé (Foto: Divulgação)

Apesar do avanço do número de infectados pelo novo coronavírus no interior do Amazonas, que ultrapassou os casos confirmados da doença em Manaus, até agora, pelo menos seis municípios amazonenses já adotaram o chamado ‘lockdown’ como medida de prevenção a Covid-19.

O levantamento foi feito pelo Portal AM1 no Diário Oficial dos Municípios e considerou os decretos publicados pelas prefeituras desde o início da pandemia, em março deste ano. 

Um dos municípios mais críticos em relação a doença é Tefé, distante 522 quilômetros de Manaus, com mais de 1,1 mil casos confirmados e 46 mortes. A prefeitura comandada por Normando Bessa, decretou o lockdown no dia 4 de maio.

Com isso, ficou suspensa a circulação e aglomeração de pessoas nas vias públicas da cidade, além de estabelecimentos comerciais, bancos e lotéricas, entre as 15h as 6h da manhã do dia seguinte. A medidas teve inicio dia 5 até 15 de maio.

Ao fim do período, o prefeito prorrogou o bloqueio total por mais uma semana. A medida deve seguir até o próximo dia 22 de maio. A venda de bebidas alcoólicas também foi mantida no período

São Gabriel da Cachoeira 

Atualmente com 577 casos confirmados da doença e 17 mortes, São Gabriel da Cachoeira, (a 852 quilômetros de Manaus) foi um dos primeiros municípios a decretar o bloqueio total no Estado. A cidade adotou a medida de prevenção a Covid-19 no dia 8 de maio, por 10 dias. 

Nesse período foram suspensas a “circulação e aglomeração de pessoas nas vias públicas, além de estabelecimentos comerciais e instituições bancárias e lotéricas”, conforme decreto assinado pelo vice-prefeito, Pascoal Alcântara. Enquanto isso, o prefeito Clóvis Saldanha se recuperava em isolamento domiciliar, após testar positivo para a doença, no início deste mês.

Com o fim do bloqueio no último dia 19 na cidade, o município de São Gabriel da Cachoeira prorrogou por mais 10 dias o decreto de isolamento total, que agora segue até o próximo dia 29 de maio. Apenas alguns serviços como assistência à saúde, incluídos os serviços médicos e hospitalares são permitidos. 

Silves e Barreirinha

Os municípios de Silves e Barreirinha (a 181 e 330 quilômetros da capital, respectivamente) decretaram o lockdown no dia 11 de maio. Em Silves, a medida foi válida por 10 dias, mas acabou sendo prorrogado por igual prazo devido o aumento no número de contágio. A cidade registra cerca de 102 pessoas infectadas com três mortes.

Agora a suspensão total das atividades não essenciais segue até fim do mês, dia 31. Com isso, fica proibida toda e qualquer reunião, pública ou privada, inclusive na mesma família, independente do número de pessoas.

Os estabelecimentos autorizados a funcionar devem seguir uma série de medidas, que incluem fornecer higienização aos clientes e seguir horário de abertura das 6h às 15h. Por outro lado, fica autorizado o serviço de delivery de medicamentos, produtos médico hospitalares até às 20h.

Já a prefeitura de Barreirinha adotou a medida mais rígida por um período de 15 dias, que deve ser válida até a próxima terça-feira, 26. O município tem 150 casos confirmados da Covid-19 com duas mortes.

A suspensão das atividades atinge comércios, trânsito, pedestres, instituições financeiras e lotéricas. Apenas o serviço delivery é permitido no período. Já serviços médicos e veterinários só podem atender em caso de urgência e emergência.

Em caso de descumprimento de alguma medida, a multa varia de R$ 1 mil a R$ 2 mil para pessoas físicas e jurídicas.

Urucará e Novo Airão 

A Prefeitura de Urucará (a 259 quilômetros da capital) estabeleceu o lockdown no último dia 15, pelo prazo de 14 dias. A medida segue até fim de maio. O isolamento total foi adotado para frear o aumento de casos no município, que já registra 128 casos, com duas mortes.

Já o município de Novo Airão ( a 115 quilômetros de Manaus) foi um dos últimos a decretar a ação de isolamento total das atividades e serviços. A medida entrou em vigor nesta terça-feira, 19 e segue até dia 28 do mês.

A restrição não se aplica para transporte de pacientes as unidades de saúde bem aos profissionais da saúde, segurança pública, proteção ao patrimônio, limpeza e afins.

Até agora, Novo Airão tem 90 pessoas infectadas com quatro mortes.

Boletim Epidemiológico

Segundo o último boletim epidemiológico da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), divulgado nesta sexta-feira (22), o Amazonas registra dos 27.038 casos confirmados do novo coronavírus em todo Estado com 1,6 mim mortes. Do total, 12.967 são de Manaus (47,96%) e 14.071 do interior (52,04%).

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading