MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Bares e flutuantes passarão a exigir carteira de vacinação contra covid-19

Flutuantes poderão funcionar das 7h às 18h, e bares podem ir até 3h da manhã; transmissibilidade da covid-19, segundo a SES, está diminuindo
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 20 de agosto de 2021 – 18:37
covid-19
Foto: Alberto Pelegrine Neto/SSP-AM

MANAUS, AM – Bares, restaurantes e flutuantes no Amazonas deverão exigir a carteira de vacinação com pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19. A determinação começa a valer a partir de segunda-feira (23), em novo decreto editado pelo Governo do Amazonas sobre as medidas de enfrentamento à doença.

A recomendação foi do Comitê Intersetorial de Enfrentamento à Covid-19. Além disso, os bares e similares poderão funcionar até as 3h da manhã, com 75% da sua ocupação. Flutuantes estão autorizados a funcionar das 7h às 18h, com música ao vivo e até três componentes no grupo musical.

Com o novo decreto, hotéis e pousadas deverão exigir teste rápido de antígeno ou RT-PCR dos seus frequentadores. Feiras e mercados poderão funcionar com 75% de ocupação, e eventos sociais poderão ocorrer até 3h da manhã, com limitação de até 200 pessoas.

Leia mais: Covid-19: Queiroga diz que população adulta estará 100% vacinada até setembro

Segundo o governador Wilson Lima, o Amazonas segue vigilante em relação à pandemia. Durante a reunião do comitê, ele destacou que os casos de internação seguem caindo e a vacinação está avançando.

“A gente não tem dúvida que essa queda nas internações é reflexo da vacinação e do período sazonal, no qual os casos de síndrome respiratória aguda grave caem naturalmente. A vacinação tem avançado graças a um esforço conjunto, envolvendo o Governo Federal, que tem mantido uma regularidade no envio de doses; os órgãos do Estado que têm agido para distribuir doses e auxiliar em mutirões de imunização; e as prefeituras que são, de fato, responsáveis pela aplicação dos imunizantes. Por isso, quem ainda não se vacinou, na capital ou no interior, procure um posto. Isso é importante para que a gente volte o mais rápido possível para a normalidade das nossas vidas. A vacina é a arma mais poderosa contra a Covid-19”, afirmou.

Aulas presenciais

A partir de segunda-feira (23), as aulas presenciais também retornarão em toda a rede estadual de ensino, sem sistema de rodízio ou divisão dos alunos em grupos, com 100% dos alunos nas salas de aula. Só em Manaus, são 236 escolas estaduais que voltarão a receber os alunos.

De acordo com a secretária estadual de Educação e Desporto, Kuka Chaves, a imunização completa com a segunda dose foi o que possibilitou que os profissionais de saúde voltassem ao trabalho presencial. Além disso, a vacinação entre adolescentes de 12 a 17 anos segue avançando.

“Todas as escolas da rede estadual de ensino estão prontas. Nós já temos seguido, desde o ano passado, todos os protocolos de saúde e nós estamos preparados também com equipamentos de proteção para que a gente possa retornar 100% presencial com muita segurança”, disse a secretária.

Transmissibilidade

Nesta sexta-feira (20), a taxa de transmissão está em 0,93. Isso significa que cada 100 infectados estão transmitindo para outras 93 pessoas. Nos últimos 14 dias, a média móvel de casos caiu 38% no estado. Já a média móvel de mortes caiu 39%.

Os indicadores avaliados pelas autoridades sanitárias apontam que o Amazonas segue na fase laranja da pandemia, o que corresponde a risco moderado para a transmissão do novo coronavírus.

(*) Com informações da assessoria.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap