Manaus, 13 de junho de 2024
×
Manaus, 13 de junho de 2024

Economia

BNDES anuncia crédito de R$ 500 mi a fornecedores de materiais e equipamentos para SUS

O objetivo é fomentar a indústria nacional que produz equipamentos e materiais de saúde.

BNDES anuncia crédito de R$ 500 mi a fornecedores de materiais e equipamentos para SUS

(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou ter criado um programa de crédito com orçamento de R$ 500 milhões para financiar o fornecimento ao Sistema Único de Saúde (SUS) de equipamentos e materiais de saúde produzidos no País.

O Programa BNDES Fornecedores SUS permanecerá vigente até 30 de junho de 2028. A nova linha de crédito prevê uma simplificação do processo de análise, além de uma redução do valor mínimo do crédito para R$ 10 milhões. O objetivo é fomentar a indústria nacional que produz equipamentos e materiais de saúde.

“A concessão do crédito à indústria local estará associada a uma meta de fornecimento ao SUS. O compromisso será assumido pela empresa fornecedora, correspondendo ao total do valor contratado com o BNDES”, apontou o banco de fomento, em nota. “O BNDES Fornecedores SUS contribuirá para o alcance da meta para o Complexo Econômico-Industrial da Saúde da nova política industrial, lançada em 2023 pelo governo federal: ampliar a participação da produção local dos atuais 42% para 70% do consumo nacional de medicamentos, vacinas, equipamentos e materiais para saúde”, justificou.

Segundo o banco de fomento, o complexo econômico-industrial da saúde brasileira teve um déficit comercial de US$ 21 bilhões em 2023, cerca de 40% acima dos US$ 15 bilhões registrados em 2010, considerando medicamentos, vacinas, insumos farmacêuticos ativos, equipamentos e materiais de uso em saúde.

“De acordo com a ABIMO (Associação Brasileira da Indústria de Dispositivos Médicos), no Brasil há 4.549 empresas que integram o setor de dispositivos médicos, sendo 224 do segmento de aparelhos e equipamentos, e 4.325 do segmento de instrumentos e materiais para uso em saúde. O valor da produção de dispositivos médicos foi de R$ 21,1 bilhões em 2022, dos quais R$ 17,2 bilhões (82%) referentes a instrumentos e materiais e R$ 3,8 bilhões (18%) relativos ao segmento de aparelhos e equipamentos para saúde”, mencionou o BNDES, na nota.

(*) Por Daniela Amorim (Estadão Conteúdo)

LEIA MAIS: