Quatro membros da comitiva de Bolsonaro estão com coronavírus

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

18 de setembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Quatro membros da comitiva de Bolsonaro estão com coronavírus

Na sexta-feira, 13, Bolsonaro reagiu nas redes sociais com uma "banana" ao anunciar o resultado negativo de seu exame, mas terá que fazer outro teste

Quatro membros da comitiva de Bolsonaro estão com coronavírus
Foto: Alan Santos/PR

Ao menos quatro integrantes da comitiva presidencial que voltou dos Estados Unidos com Jair Bolsonaro testaram positivo para o coronavírus.

O senador Nelsinho Trad (PTB-MS) e o embaixador Nestor Forster, indicado para ocupar o posto em Washington, se juntaram à lista aberta pelo secretário especial de Comunicação da Presidência (Secom), Fábio Wajngarten, e pela advogada Karina Kufa, uma das articuladoras da criação do Aliança pelo Brasil, futuro partido do presidente.

Não há, até agora, a confirmação do resultado dos exames de todos os passageiros.

Alguns, como o próprio presidente Bolsonaro, já divulgaram que não estão infectados.

Mesmo assim, terão de passar por um novo teste nos próximos dias, conforme prevê o protocolo da Operação Regresso, que trouxe ao país brasileiros que estavam na China em fevereiro.

Pelo mesmo procedimento deverão passar também ministros como Augusto Heleno (GSI) e Bento Albuquerque (Minas e Energia), que também estavam no avião presidencial e tiveram resultado negativo para a infecção.

Caso sejam seguidas as regras previstas no protocolo, eles deverão ficar mais alguns dias longe do contato com outras pessoas.

Na sexta-feira, 13, Bolsonaro reagiu nas redes sociais com uma “banana” ao anunciar o resultado de seu exame.

Alguns veículos, inclusive a Fox News, considerada aliada de Donald Trump nos EUA, haviam dado a notícia de que o presidente tinha testado positivo para o coronavírus.

Segundo a Fox, a informação foi repassada à emissora pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente.

Eduardo atacou a imprensa logo após o anúncio feito pelo pai, acusando-a de espalhar notícias falsas.

 

(*) Com informações do Congresso em Foco

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading