Covid-19: Oxford e Fiocruz fecham parceria, vacina será produzida em dezembro - Amazonas1

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

9 de agosto de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

redacao@amazonas1.com.br

Covid-19: Oxford e Fiocruz fecham parceria, vacina será produzida em dezembro

O Ministério da Saúde divulgou novos detalhes sobre o acordo que está firmando com a empresa responsável pela produção da vacina de Oxford contra Covid-19.

Covid-19: Oxford e Fiocruz fecham parceria, vacina será produzida em dezembro
Foto: Juan Mabromata/AFP

O Ministério da Saúde divulgou, nesta sexta-feira (31), novos detalhes sobre o acordo que o Brasil está firmando com a empresa AstraZeneca, responsável pela produção da vacina de Oxford contra a Covid-19.

A negociação foi formalizada em um primeiro documento – chamado de memorando de entendimento – entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a farmacêutica e prevê a transferência de tecnologia para que a imunização comece a ser produzida no Brasil ainda em dezembro.

O governo fará um investimento de R$ 522,1 milhões na estrutura do laboratório Bio-Manguinhos e outros R$ 1,3 bilhão em despesas referentes aos pagamentos do contrato de encomenda tecnológica, que incluem os insumos necessários para a fabricação da imunização.

A vacina de Oxford está na fase 3 de testes – que comprovam segurança e eficácia em grandes grupos de pessoas – e é um dos métodos de imunização mais promissores do mundo.

A Fiocruz já recebeu as informações técnicas para ajustar seu parque industrial. “Demos mais um passo importante para a formalização do acordo entre os laboratórios. Essa ação do governo federal significa um avanço para o desenvolvimento de tecnologia nacional e de proteção da população brasileira”, diz Camile Giaretta, diretora de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde.

O próximo passo é a assinatura do acordo de encomenda tecnológica, que deve ser finalizado na segunda semana de agosto. Este será o documento que garantirá o acesso às 100 milhões de doses do insumo da vacina — 30 milhões entre dezembro e janeiro, e 70 milhões no primeiro semestre de 2021.

 

Leia mais: Justiça concede habeas corpus a suspeito picado por naja

 

(*) Com informações do Metrópoles

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading