Detentos do sistema prisional ajudam a retirar óleo das praias

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

11 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Detentos do sistema prisional ajudam a retirar óleo das praias

Os 43 presos se juntaram a homens da Defesa Civil estadual, funcionários das prefeituras locais e servidores de outras secretarias para ajudar nos trabalhos

Detentos do sistema prisional ajudam a retirar óleo das praias

Detentos do sistema prisional de Alagoas, que cumprem pena nos regimes aberto e semiaberto, seguiram para o litoral norte do estado, onde ajudam no trabalho de limpeza das praias atingidas pelas manchas de óleo. Os trabalhos tiveram início nessa quinta-feira, 17, e seguem até esta sexta-feira, 18.

Os 43 presos se juntaram a homens da Defesa Civil estadual, funcionários das prefeituras locais e servidores de outras secretarias estaduais para reforçar o trabalho de retirada do óleo, que alcançou 167 locais em 72 municípios do Nordeste. As manchas de óleo retornaram em cinco Estado do nordeste.

Os detentos, que vão otimizar a coleta do petróleo cru nas praias atingidas, integram o projeto da Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) que promove a reinserção de egressos do sistema prisional no mercado de trabalho.

Força-tarefa
Além dos presos, dois ônibus que compõem a frota do sistema prisional foram cedidos às equipes integrantes da força-tarefa.

Até essa quarta-feira, 16, segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), já foram recolhidas 150 toneladas de óleo em Alagoas. Todo o material poluente está sendo levado à Central de Tratamento de Resíduos (CTR) do Pilar, onde é feita a destinação adequada.

(*) Com informações do site Metrópoles

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias