MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Companhia aérea inaugura primeiro voo para o Afeganistão desde saída dos EUA

Após retirada de milhares de pessoas desesperadas, aeroporto reabre para voos comerciais
DA REDAÇÃO – PORTAL AM1
• Publicado em 11 de setembro de 2021 – 14:46
Foto: Agência Brasil

CABUL – Uma companhia aérea paquistanesa anunciou hoje (11) a realização, a partir de segunda-feira (13), de um primeiro voo comercial entre Islamabad e Cabul desde que os talibãs tomaram o poder no Afeganistão.

“Temos todas as autorizações técnicas para as operações aéreas. O nosso primeiro avião comercial, um Airbus A320, decolará de Islamabad em direção a Cabul em 13 de setembro”, declarou o porta-voz da companhia aérea paquistanesa PIA, Abdullah Hafeez Khan, à agência France-Presse.

Khan informou que, até agora, há 73 pedidos de passageiros interessados, “o que é muito encorajador”, acrescentando que muitos bilhetes foram solicitados por organizações de ajuda humanitária e por jornalistas que desejam deslocar-se a Cabul.

Trata-se do primeiro voo comercial anunciado desde a tomada do poder pelos talibãs no Afeganistão, na sequência da partida das últimas tropas norte-americanas do país, em 30 de agosto.

Um primeiro voo internacional de passageiros, mas não comercial, deixou Cabul na quinta-feira (9), seguido de outro, operado pela Qatar Airways, um dia depois, com 158 passageiros a bordo, entre norte-americanos, alemães, canadenses, franceses, holandeses, belgas e mauricianos. 

No fim de agosto, o aeroporto de Cabul foi palco de cenas de caos, com milhares de afegãos que, assustados com o regresso dos talibãs, tentaram desesperadamente embarcar no gigantesco transporte aéreo organizado, entre outros, pelos Estados Unidos. 

No total, mais de 123 mil pessoas, principalmente afegãos, foram retiradas como parte desse processo, marcado em 26 de agosto por um ataque mortal reivindicado pelo braço local do Estado Islâmico.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap