MENU

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Composição química de gasolina de aviação faz Petrobras suspender lote

ANP já abriu investigação após ter sido alertada sobre uma denúncia de problemas com gasolina de aviação
• Publicado em 12 de julho de 2020 – 19:38
Foto: Reprodução\ Google Imagens

A Petrobras decidiu interromper preventivamente o fornecimento de um lote de gasolina de aviação, conhecida pela sigla AVGas, após testes realizados em seu centro de pesquisas (Cenpes).

A companhia identificou que este lote, importado do Golfo do México, apresentou um teor de compostos aromáticos diferente dos lotes até então importados, mesmo estando de acordo com os requisitos de qualidade exigidos pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).

A Petrobras diz que estuda a hipótese de que uma variação da composição química pode ter impactado os materiais de vedação e revestimento de tanques de combustíveis de aeronaves de pequeno porte.

Na última quarta-feira, 8, a ANP abriu uma investigação depois de ter sido alertada sobre uma denúncia de problemas com gasolina de aviação. De acordo com as denúncias, o combustível causaria corrosão no revestimento dos tanques.

A investigação foi aberta no mesmo dia em que uma aeronave de pequeno porte, que usava esse tipo de combustível, caiu na Avenida Braz Leme, na zona norte de São Paulo, próximo ao aeroporto Campo de Marte. O acidente matou o piloto Paulo Pereira.

Segundo a Petrobras, ainda não há um diagnóstico completo que permita assegurar a relação de causa e efeito entre o combustível e problemas nas aeronaves, já que isso requer um rastreamento em todo o território nacional.

(*) Com informações da CNN Brasil

Composição química de gasolina de aviação faz Petrobras suspender lote

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap