Covid-19: Amazonas registra a maior taxa de transmissão do país - Amazonas1
7 de março de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Covid-19: Amazonas registra a maior taxa de transmissão do país

Segundo a Fundação de Vigilância em Saúde, cada 100 pessoas infectadas transmite o novo coronavírus para mais 130 pessoas

Covid-19: Amazonas registra a maior taxa de transmissão do país
Foto: Márcio Silva - Portal Amazonas1

No Amazonas, cada 100 pessoas infectadas pelo novo coronavírus transmite para mais 130 pessoas. A taxa de transmissão é a maior da país, segundo o secretário de Saúde no Amazonas, Marcellus Campêlo. A informação foi repassada durante anuncio, nesse sábado (23), do novo decreto estadual com medidas para conter o avanço da doença.

Leia mais: Novo decreto do Governo do Amazonas amplia toque de recolher para 24h

“A cada 100 pessoas infectadas, podem ser transmitidos o vírus para mais 130 pessoas. Temos também estudos avançados sobre a nova cepa e análises que confirmam a reinfecção que já confirma dois casos e aponta para mais registros futuros levando em consideração o desenvolvimento da nova cepa”, declarou Campêlo.

Atualmente a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM)e a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) realizam testes e pesquisas para as razões da alta taxa de transmissão da covid-19 na região. No ultimo dia 10, um novo variante da doença foi identificado em pessoas que estiveram no Amazonas.

Um estudo sugere que as cepas, detectadas nos viajantes de origem japona, que  passaram pela região amazônica, evoluíram de uma linhagem viral no Brasil, que circula no Amazonas, provavelmente ocorrido entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021.

Leia mais: Fiocruz: mutação da covid-19 no Amazonas surgiu em dezembro

Na quinzena deste mês, o Estado também confirmou o primeiro caso de reinfecção pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), por meio de sequenciamento genético realizado pela Fiocruz.

Lotação nos hospitais

Marcellus Campêlo também comentou que a rede hospitalar pública e privada em Manaus atua acima de 100% de sua capacidade.

“Estamos hoje  atuando com todas as nossas unidades de saúde acima do limite de nossa capacidade, todos os nossos hospitais estão atuando com 100% de sua capacidade. Estamos com o Hospital Delphina Azziz, que é o hospital referência no atendimento a pacientes com a covid-19 no Amazonas, com 150 leitos de UTI e 284 leitos clínicos, operando com 100% de sua capacidade na rede”, disse.

“Também nos temos os nossos hospitais de retaguarda como hospital universitário Getúlio Vargas e o Hospital Portugûes atuando com 100% de suas capacidade, temos também as redes privadas com mais 90%, ou seja toda a nossa rede hospitalar está atuando acima de sua capacidade e no limite de seus leitos”, completou.

Segundo ele, até os municípios do interior enfrentam a superlotação de infectados com o número acima de 140%.

“Nos fizemos um trabalho grande na ampliação de leitos, tanto na capital quanto no interior, estruturando o interior com mais de 200 unidades intensivas e intermediárias, mas nós estamos observando o número de internações no interior quintuplicar desde janeiro. Partimos de 100 internações no início de janeiro para o registro de ontem, de mais 600 pessoas. Temos também dados e estudos que confirmam a maior transmissibilidade do país”, declarou.

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading