Covid-19: proposta visa incluir professores, policiais e PCDs como prioridade em vacinação - Amazonas1
4 de março de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Covid-19: proposta visa incluir professores, policiais e PCDs como prioridade em vacinação

A proposta foi apresentada pelas deputadas do PSDB Mara Rocha (AC) e Rose Modesto (MS) e tramita na Câmara dos Deputados

Covid-19: proposta visa incluir professores, policiais e PCDs como prioridade em vacinação
Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

O Projeto de Lei 5532/20 prioriza as pessoas com deficiência, os professores em atividade e os profissionais de segurança pública nas campanhas de vacinação contra a Covid-19, sem prejuízo das demais pessoas consideradas prioritárias.

“Pessoas com deficiência muitas vezes têm doenças que as colocam como alvos do novo coronavírus”, dizem as autoras

A proposta foi apresentada pelas deputadas do PSDB Mara Rocha (AC) e Rose Modesto (MS) e tramita na Câmara dos Deputados. O texto acrescenta a medida à Lei 13.979/20, que trata do enfrentamento da Covid-19 no Brasil.

Leia mais: Promotorias investigam casos de ‘fura fila’ da vacina em seis estados

As parlamentares avaliam como correto priorizar profissionais de saúde e idosos, mas entendem que outros grupos também devem estar no topo da lista.

“Devemos incluir as pessoas com deficiência, uma vez que, em sua maioria, também possuem doenças pré-existentes que as colocam como alvos do novo coronavírus. De igual forma, queremos incluir os profissionais de segurança pública e os professores em atividade, pois trabalham em contato direto com o público, o que os coloca em risco constante de contágio”, defendem as deputadas no texto de justificativa do projeto.

 

(*) Com informações da Agência Câmara de Notícias

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading