Delegado Pablo articula testar spray israelense contra covid-19 no AM - Amazonas1
19 de abril de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Delegado Pablo articula testar spray israelense contra covid-19 no AM

O medicamento, desenvolvido para pacientes com câncer, foi testado em 30 infectados pelo coronavírus; 29 se recuperaram

Delegado Pablo articula testar spray israelense contra covid-19 no AM
Delegado Pablo e David Atar (Foto: Divulgação)

O deputado federal Delegado Pablo (PSL) se reuniu, nessa quinta-feira (4), com o Chefe do Departamento Político da embaixada de Israel, David Atar, e com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, em articulação para que o Amazonas tenha prioridade no recebimento do spray nasal contra a covid-19, desenvolvido em Israel.

Segundo deputado federal, se a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar a fase 3 dos testes clínicos, o Amazonas poderá receber o medicamento para tratar pacientes em estado grave. “Vou sugerir que o spray seja enviado para o Amazonas, onde podemos cuidar de pacientes em Manaus e no interior”, propôs o deputado em reunião na embaixada.

Leia também: Anvisa vai analisar uso de spray contra covid-19 brevemente, afirma Bolsonaro

As reuniões com Atar e Ernesto Araújo ocorreram separadamente. Com o ministro das Relações, o deputado destacou que o objetivo foi “conversar sobre outras tratativas do Ministério das Relações Exteriores no combate ao coronavírus e apoio aos brasileiros que estão no exterior”.

Neste sábado (6), uma comitiva liderada por Ernesto Araújo vai viajar para Israel para assinar memorando de entendimento para trazer para o Brasil o spray nasal. O objetivo é fazer com que a terceira fase de testes seja realizada com pacientes brasileiros.

Em fase de testes

O spray nasal Exo-CD24, foi administrado em 30 pacientes com sintomas moderados a graves provocados pelo coronavírus. A recuperação dos pacientes aconteceu entre três a quatro dias após o uso do spray, numa taxa de sucesso superior a 90%.

Assim como as vacinas, os estudos de medicamentos são divididos em várias etapas e, no Brasil, precisam de autorização da Anvisa para acontecerem. Na lista dos ensaios clínicos autorizados pela Anvisa ainda não consta o spray EXO-CD24. Na fase 3 de testes clínicos, o medicamento é administrado a uma grande quantidade de pessoas, normalmente milhares, para que seja demonstrada a sua eficácia e segurança.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]